Publicidade
Amazônia
Amazônia

MPF visita Vale do Javari para ouvir demandas de comunidades indígenas

Reclamações de indígenas da região são relacionados principalmente à saúde, educação e segurança contra invasores na terra indígena 03/06/2015 às 14:26
Show 1
MPF foi ao Vale do Javari ouvir os indígenas
ACRITICA.COM ---

Reclamações de falta de medicamentos, escassez de combustível para remoção de pacientes e carência de investimentos e materiais para a educação escolar indígena foram as principais demandas apresentadas por lideranças indígenas da região do Vale do Javari, oeste do Amazonas, durante encontro realizado pelo Ministério Público Federal em Tabatinga, na aldeia São Luiz, em Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros de Manaus).

A equipe do MPF, formada pelos procuradores da República André Caselli, Bruno Sales e Ramon Amaral e pelos servidores Flávio Barbosa e Sofia Peña, viajou cerca de dez horas de barco até a região do Vale do Javari nos dias 29 e 30 de maio, a convite da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Unijava).

Além dos problemas relacionados aos serviços de saúde e educação e segurança pública, os indígenas relataram ainda a frequente entrada irregular de caçadores, pescadores e madeireiros na terra indígena. Os procuradores da República presentes no encontro informaram às lideranças que todas as reivindicações se somarão às apurações já existentes na Procuradoria da República no Município de Tabatinga (PRM/Tabatinga) e serão alvo de cobrança de medidas concretas para solução dos problemas.

A partir das informações apresentadas durante o encontro, a equipe do MPF realizou ainda inspeção na escola indígena da aldeia São Luiz, cuja construção foi abandonada por empresa contratada com verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Poços artesianos irregularmente construídos por missionários nas aldeias São Luiz e Lago Grande e as instalações físicas do polo base e do posto de saúde situados nas comunidades também fizeram parte do relatório fotográfico produzido durante a visita.

A reunião contou com a participação das lideranças indígenas das aldeias Flores, representada pelo cacique Antônio Flores; Lago Grande, cacique Gilmar Mayuruna; Tambaqui, cacique Nonato Kanamari; e São Luiz, representada pelo cacique Raimundo Padja. Participaram ainda o representante da Unijava, Paulo Marubo, o vereador de Atalaia do Norte Manoel da Silva, o coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai) Vale do Javari, Bruno Pereira, e o coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Vale do Javari, Heródoto de Sales.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade