Publicidade
Amazônia
Amazônia

Nível do Rio Negro passa por período de oscilação

Conforme o superintendente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marco Antônio de Oliveira, há duas semanas o Negro vem passando por alterações e até um pequeno repiquete ocorreu no dia 19 de junho 01/07/2015 às 11:54
Show 1
De acordo com CPRM, o rio Negro está próximo de iniciar o período de descida
acritica.com ---

O nível do rio Negro passa por um período de oscilação no qual ele sobe alguns centímetros e depois retorna o movimento de descida das águas. Conforme o superintendente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marco Antônio de Oliveira, há duas semanas o Negro vem passando por alterações e até um pequeno repiquete ocorreu no dia 19 de junho. Por causa dessa oscilação, o superintendente acredita que nos próximos dias o ele entre no processo de repiquete para depois iniciar a descida.

Na última semana o rio Negro ficou com o volume de água estável com a cota de 29,65 metros. Mas, desde segunda-feira o volume da água voltou a passar por alterações, quando subiu um centímetro, atingindo a cota de 29,66 metros. Ontem, o volume de água voltou a passar por alterações e diminuiu um centímetro retornando para a cota de 29,65 metros. Nos dias 16, 17 e 18 de junho, ficou estável com a cota de 28,61. No dia 19 de junho, o rio desceu um centímetro e em seguida nos dias 20 e 21 o rio voltou a subir em cada dia um centímetro.

Oliveira explicou que este período foi considerado um pequeno repiquete, pois no dia 22 de junho, o rio chegou a subir mais dois centímetros com a cota de 29,64 e depois se estabilizou.

“Neste momento consideramos que o rio Negro tenha passado por um pequeno repiquete”, reforçou.

Com a oscilação que o rio Negro passa neste momento, o superintendente aguarda que em poucos dias o fenômeno ocorra e as águas na sequencia comece a descer.

“Já estamos nos aproximando do período do repiquete, pois a oscilação do rio sempre é próxima deste fenômeno, logo veremos o volume de água começar a descer”, avaliou.

No dia 30 de junho de 2014, o rio Negro estava estável com a cora de 29,47 metros, 18 centímetros menor que os este ano.

O dia 30 de junho do ano de 2012, ano da grande cheia histórica, onde o rio Negro atingiu a cota máxima de 29,97 metros, o rio Negro estava com a cota de 29,24 metros, o rio estava 41 centímetros menor que este ano e passava pela período

Até ontem 52 municípios do Amazonas estavam afetados com a cheia deste ano. Desses municípios, Boca do Acre no rio Purus e Anamã no baixo Solimões estão em estado de Calamidade Pública.

A Defesa Civil do Estado informou que 46 municípios estão em situação de emergência e 4 em situação de alerta. Conforme a Defesa Civil, mais de 460,191 mil pessoas foram afetadas totalizando mais de 92, 024 mil famílias.

Ajuda humanitária

A Defesa Civil enviou 20 toneladas de alimentos, além de kit’s medicamentos e hipoclorito de sódio, para Maués no baixo Amazonas e Autazes na calha do Médio Amazonas, que seguem em situação de emergência com mais de 20 mil afetados por conta da enchente.


Publicidade
Publicidade