Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
AUXÍLIO

'Amazônia Sempre': mobilização mundial arrecada fundos para povos da região

Organizações lançam campanha para ajudar indígenas, quilombolas e ribeirinhos durante a pandemia



show__ndigenas-Foto-Marcelo-Camargo-Ag_ncia-Brasil-portal_ECDAC48D-6CE9-4A21-A8C5-E95355DEFB3A.jpg Marcelo Camargo - Agência Brasil
05/07/2020 às 18:19

Os povos tradicionais da Amazônia brasileira em vulnerabilidade social por conta da pandemia do novo coronavírus são o público alvo da ação global “Amazônia Sempre”, uma campanha que visa a arrecadação de fundos com destino a organizações sociais as quais trabalham diretamente auxiliando indígenas, ribeirinhos e quilombolas da região.

A ação - criada pela organização de filantropia estratégica no Brasil, a BrazilFoundation em parceria com a Conservação Internacional (CI-Brasil), uma entidade brasileira sem fins lucrativos que trabalha a proteção da natureza para o bem-estar humano - visa arrecadar o total de R$ 5 milhões e qualquer pessoa física ou jurídica pode contribuir com doações através do site da campanha.



O fundo ajudará os povos da Amazônia em questões como alimentação, ao acesso a itens básicos de higiene e ainda os auxiliará economicamente, já que essas pessoas deixaram de gerar renda por conta da pandemia de Covid-19. “Nós resolvemos fazer uma parceria com a Conservação Internacional, por que nós e ativistas do mundo inteiro estamos muito preocupados com os efeitos da pandemia e também pelo fato de que essas populações nunca tiveram acesso ao sistema de saúde", explicou a CEO da BrazilFoundation, Rebecca Tavares. "Então, pensamos que a gente alcançaria essas comunidades através das entidades que já atuam na região e que trabalham há muitos anos, tem a expertise e conhece bem essas populações”, acrescentou.

Atualmente, a instituição apoia mais de 600 entidades sociais de todo o país nas áreas de Educação, Saúde, Cultura, Desenvolvimento Socioeconômico e Direitos Humanos. Para esta campanha, quatro organizações de diversas frentes e que atuam em benefício dos povos tradicionais serão contemplados como Expedicionários da Saúde (EDS) de São Paulo; Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé de Rondônia; Associação Zagaia Amazônia do Amazonas e Associação de Mulheres Indígenas Suraras do Tapajós do Pará.

Já a Conservação Internacional selecionou outras entidades os quais já possui parceiras. Dessa forma, foram escolhidas organizações indígenas da etnia Kayapó; da etnia Yawanawa da Terra Indígena Rio Gregório e da etnia Ashaninka da Terra Indígena Kampa do Rio Amônia, ambas localizadas no Acre; além da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) que é a maior organização indígena da Amazônia brasileira e que representa organizações indígenas dos nove estados da Amazônia.

“A gente percebeu que as necessidades são realmente críticas para esses povos, já que eles são marginalizados, vivem em áreas mais distantes e com pouco acesso a estrutura de saúde. Quando a gente vê toda essa problemática e junta a realidade da Covid-19, isso só veio trazer mais uma camada de ameaça a outras que já existiam”, destacou o vice-presidente da CI-Brasil, Mauricio Bianco. “Quando nós vimos o que chamamos de tempestade perfeita acontecendo, pensamos que se a gente não ajudar agora, em uma situação mais emergencial, não vai ter estruturante para fazermos depois por que esse povo não dará conta de chegar lá, a longo prazo. Esses povos são os verdadeiros guardiões das florestas e das tradições culturais e então, a gente precisa ajudar essas pessoas a existirem sempre para continuar cuidado da floresta para o benefício de todos”, reforçou ainda.

FOCO É ALIMENTAÇÃO E HIGIENE

A BrazilFoundation e Conservação Internacional (CI-Brasil) irão arrecadar R$ 5 milhões para levar ajuda humanitária às comunidades da Amazônia brasileira mais impactadas pela pandemia global. A ação Amazônia Sempre já começou com uma doação de R$100 mil do BTG-Pactual, um dos maiores bancos de investimentos da América Latina. De acordo com Rebecca Tavares, conforme ocorra as doações, os recursos serão divididos entre as duas organização, ou seja, entre BrazilFoundation e Conservação Internacional (CI-Brasil) o qual distribuirá para as suas entidades sociais que apoiam. “Nós vamos distribuir os recursos entre as 4 entidades, isso vai depender muito da entrada desses fundos mas a razão seria de acordo com as necessidades. A mesma coisa vai acontecer pela CI-Brasil. Essa distribuição vai acontecer indiretamente por que a gente fica com o dinheiro e de quinze em quinze dias faria a distribuição", disse.

"Mesmo que essas entidades tenham objetivos distintos, neste caso, o apoio vai para compra de cestas básicas, incluindo materiais de higiene”, destacou ela, que afirma estar otimista em alcançar a meta da campanha. “Mesmo que a gente alcance, nós vamos manter essa campanha para mobilizar recursos. No mínimo, até o final do ano que vem esse apoio vai ser necessário então, temos total confiança de que vamos chegar lá”, finalizou. Com os recursos arrecadados na ação Amazônia Sempre, a BrazilFoundation vai apoiar organizações que estão beneficiando cerca de 1140 famílias indígenas, ribeirinhas e quilombolas com cestas básicas, máscaras e itens de higiene e vai ajudar a equipar postos de atendimento em saúde de comunidades indígenas em áreas mais isoladas. O alcance deste apoio vai depender dos recursos totais arrecadados em toda a ação.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.