Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Invasão

Órgãos fazem retirada de invasão em área de preservação no Tarumã

A área fica localizada nas proximidades do Parque Solimões e estava sendo demarcada para comercialização de lotes, por valores que variavam de R$ 3 mil a R$ 25 mil



_ndice.jpg Foram retiradas 250 armações de barracos e centenas de piquetes utilizados para demarcação de lotes na invasão (Fotos: Assessoria/ Semmas)
06/07/2016 às 15:21

Um terreno situado na Área de Proteção Ambiental (APA) Tarumã, pertencente ao Governo do Estado e que vinha sendo ocupado irregularmente há cerca de um mês, foi alvo de uma ação de retirada de barracos e armações na manhã desta quarta-feira (6). A área fica localizada nas proximidades do Parque Solimões e estava sendo demarcada para comercialização de lotes, por valores que variavam de R$ 3 mil a R$ 25 mil, segundo informações dos próprios ocupantes dos lotes.

A ação foi coordenada pelo Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap), com a participação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Batalhão Ambiental, Força Tática e Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Oito pessoas foram detidas durante a operação e encaminhadas para a Delegacia Especializada em Meio Ambiente (Dema). Foram retiradas 250 armações de barracos e centenas de piquetes utilizados para demarcação de lotes na invasão. Vários deles já estavam identificados com nomes de supostos proprietários, numeração e telefones para contatos.

A ação resultou do trabalho de investigação desenvolvido pela Polícia Judiciária quanto aos crimes ambientais cometidos na área juntamente com o Serviço de Inteligência da SSP.

 *Com informação da assessoria de comunicação.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.