Sábado, 06 de Junho de 2020
MEIO AMBIENTE

Período de restrições à exploração florestal no AM termina nesta sexta-feira (15)

Em conformidade com a Resolução/CEMAAM 30/18, o próximo período de restrição será definido até dezembro deste ano



Visita-do-governador-a-Vilhena-floresta-plantada-13-01-2017-Alex-Leite-1-5_DE6D6D5B-636F-493C-B2AE-D69D7243F7EC.jpg Foto: Divulgação
15/05/2020 às 18:16

Em cumprimento ao calendário florestal no estado do Amazonas, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informa que encerrou, nesta sexta-feira (15), o período de restrições de atividades de exploração florestal licenciadas pelo órgão. 

De acordo com o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, o calendário é uma forma eficiente de evitar impactos ao meio ambiente.



“A legislação prevê que, durante um tempo, o detentor que possui a licença não pode explorar para não danificar a floresta. Quando termina este período de restrição, eles podem fazer a extração de madeira de forma sustentável, o que minimiza os impactos na hora da extração”, explicou o diretor.

O gerente de Controle Florestal do órgão, Márcio Dalmo, reforçou que esse período de restrição de atividades de exploração é necessário para resguardar a floresta.

“Além de evitar impactos negativos ao meio ambiente, esse período também contribui para a manutenção das estradas e pátios, bem como redução de custos e desgastes de máquinas e equipamentos”, disse. 

Dalmo lembrou ainda que a liberação dos projetos no sistema DOF/Sinaflor iniciará a partir de segunda-feira (18).

“A liberação está condicionada ao cumprimento de restrições/condicionantes de cada licença, precisando ser apresentados itens, como publicação da licença de operação, averbação/registro do termo de manutenção de floresta e relatório de atividades” explicou. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.