Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Amazônia

Pesquisa do Inpa mostra aplicação técnicas no plantio cubiu

A pesquisa, desenvolvida visando geração de renda para os agricultores familiares do Amazonas , já está disponível em forma de livro que pode ser encontrado em versão digital



1.jpg Sua forma de consumo pode ser través de sucos, geléias, tira-gosto (polpa natural)
07/03/2013 às 18:23

Pesquisa desenvolvida no Instituto Nacional Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) avaliou que o melhoramento genético do Cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) e a prática correta de técnicas de plantio, podem resultar em um fruto com potencial para atender a agroindústria.

O pesquisador Danilo Fernandes Silva Filho aperfeiçoou as técnicas do cultivo do Cubiu em função das condições climáticas e características dos solos de terra firme e várzea do Amazonas.



De acordo com o pesquisador, o melhoramento genético do fruto tem o objetivo de produzir variedades mais resistentes a pragas e doenças, teores mais elevados de vitaminas, minerais e maior produção de frutos, capazes de contribuir para a geração de emprego e renda aos produtores rurais e a popularização do consumo do fruto.

Cubiu

Pertencente a família Solanaceae, a mesma do tomate, pimentão, jiló e berinjela, o cubiu consiste em uma baga, possuindo sementes, no qual o peso varia em função da forma e tamanho. Sua planta tem de 1 a 2 m de altura e é comum nos municípios ocidentais do Amazonas, principalmente do Alto do Solimões, além da Amazônia peruana, colombiana, equatoriana e venezuelana.

Filho explica que quando coletados os frutos nas regiões da Amazônia brasileira, colombiana e peruana, notaram-se variações no tamanho e forma, indicando que o cubiu pode ser encontrado desde a forma silvestre até a fase mais avançada de domesticação: “Nos vários estágios de adaptação dentro do sistema agrícola, ainda são encontradas cultivares que não foram trabalhadas em sistemas de cultivos com técnicas agronômicas para dar uma boa resposta em relação ao seu potencial produtivo”.

Sua forma de consumo pode ser través de sucos, geléias, tira-gosto (polpa natural) etc. Em relação aos benefícios para a saúde, o pesquisador afirma: “A doutora Lucia Yuyama já comprovou que a fruta demonstra resultados em humanos no controle da glicemia”.

Pesquisa e resultado

Durante 38 anos foram realizadas pesquisas sobre o cubiu e como resultado o pesquisador Silva Filho lançou um livro com a colaboração dos pesquisadores Lucia Yuyama, Manoares Machado, Hiroshi Noda, Jaime Aguiar e Valdecyra Souza.

O livro, intitulado “Cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal): aspectos agronômicos e nutricionais”, é de linguagem simples e reúne informações nutricionais do fruto, além de informações sobre plantação e comercialização do fruto. As técnicas consistem em preparo do solo, espaçamento em monocultivo, plantio consorciado e agroflorestais, fertilização (orgânica e mineral), pragas e doenças e seus métodos de controle, colheita e conservação pós-colheita.

*Com informação de assessoria (INPA)

 

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.