Publicidade
Amazônia
Amazônia

Polícia Civil detém dupla que aterrou igarapé em Manaus e que mantinha animais em cativeiro

Homens aterraram igarapé no bairro Tarumã e ainda mantinham em cativeiro quatro animais silvestres, uma arara e quatro papagaios 04/06/2015 às 11:25
Show 1
Aterrar igarapé é crime de destruição de área de preservação permanente
ACRITICA.COM ---

A equipe de policiais da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), sob a coordenação da delegada titular, Ana Cristina Braga, em conjunto com o Instituto de Criminalística (IC) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), realizaram uma ação que resultou na detenção de dois homens envolvidos em crimes ambientais.

De acordo com a delegada Ana Cristina, Ana Braga, a ação policial teve o intuito de apurar denúncias de delitos contra o meio ambiente, ocorridos no Igarapé do Rabicho, situado na avenida da Floresta, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

“Ao chegarmos ao local da denúncia encontramos dois homens aterrando o igarapé do Rabicho. Além disso, eles também possuíam em cativeiro quatro animais silvestres, sendo uma arara-vermelha e três papagaios-da-várzea” explicou Ana Cristina. Os animais foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).


Os dois homens foram conduzidos para a unidade policial onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelos crimes de destruição de área de preservação permanente e ter em depósito animais silvestres sem devida permissão. Eles foram liberados e responderão pelos crimes em liberdade.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade