Publicidade
Amazônia
UEA

Professores indígenas do AM iniciam curso de graduação em Pedagogia Intercultural

Formação tem o objetivo de promover novos conhecimentos e, ao mesmo tempo, fortalecer a diversidade cultural, as línguas indígenas e o respeito intercultural 22/06/2016 às 20:21 - Atualizado em 22/06/2016 às 20:39
Show a325e4f4 1942 4aaf a4be 78197fe48c3c
Foto: Joelma Sanmelo
acritica.com Manaus (AM)

Indígenas das etnias Marubo, Matsés, Matis, Kanamari, Kulina da região Vale do Javari, no Amazonas, irão iniciar o primeiro período do curso de Pedagogia Intercultural promovido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). As informações são da assessoria de imprensa da universidade.

A formação tem o objetivo de promover novos conhecimentos e, ao mesmo tempo, fortalecer a diversidade cultural, as línguas indígenas e o respeito intercultural. O primeiro período do curso inicia nesta quinta-feira (23), na cidade de Atalaia do Norte, a 1.136 quilômetros de Manaus. O curso será realizado até 2020.

O curso de Pedagogia Intercultural “Makumakamaia” (primeira sílaba de cada povo indígena atendido no curso) pretende contribuir com o processo de formação de 35 professores das etnias Marubo, Kulina, Kanamari, Matis, Mayuruna. A formação habilitará os professores indígenas para atuar no primeiro segmento do Ensino Fundamental, com ênfase em alfabetização na língua própria e o reconhecimento da sua importância pelas instituições indigenistas, pelos professores, lideranças e comunidades indígenas.

A graduação é promovida Escola Normal Superior da UEA (ENS), por meio da Pró-Reitoria de Graduação da UEA (Prograd) e Núcleo de Educação Escolar Indígena da ENS, com financiamento do Programa de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) do Governo Federal. O primeiro período inicia em 23 de junho e segue até 29 de julho de 2016. 

Diretrizes Curriculares Nacionais - O curso atende às orientações previstas na Resolução nº 1/2015 a qual institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores Indígenas em Cursos de Educação Superior e prevê que as universidades são responsáveis pela formação de professores indígenas na graduação. O curso acontece em parceria com a Gerência de Educação Escolar Indígena da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a Secretaria Municipal de Educação de Atalaia do Norte e a Fundação Nacional do Indío (Funai).

A Terra Indígena do Javari é habitada por diferentes povos indígenas (Marubos, Matsés, Matis, Kanamari, Kulina) e onde se encontram pelo menos quatro grupos isolados.

Publicidade
Publicidade