Publicidade
Amazônia
Amazônia

Recursos para investimentos em projetos de inovação nas áreas de gás, petróleo e energia alternativa

Programa da FAPEAM dispõe de R$ 13 milhões para investimentos em micro e pequenas empresas amazonenses que apresentarem propostas de inovação nas áreas de gás, petróleo e energia alternativa 12/09/2013 às 10:16
Show 1
Além das áreas de gás e petróleo tem também tecnologias da informação (TI), construção naval, produtos alimentícios, florestais e biotecnológicos, produtos e serviços ambientais
jornal a crítica ---

O Programa de Subvenção Econômica à Inovação Tecnológica em Micro e Pequenas Empresas no Estado do Amazonas (Tecnova/AM), gerido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), dispõe de R$ 13 milhões para investimentos em micro e pequenas empresas amazonenses que apresentarem propostas de inovação nas áreas de gás e petróleo, energias alternativas, tecnologias da informação (TI), construção naval, produtos alimentícios, florestais e biotecnológicos, produtos e serviços ambientais.

O edital já está disponível no portal da FAPEAM, e a data limite para a submissão de propostas será o dia 24 de outubro.

Até o mês de outubro, o edital do Programa Tecnova/AM será divulgado em alguns municípios do Amazonas para o esclarecimento de eventuais dúvidas das empresas interessadas em submeter suas propostas.

A primeira divulgação está marcada para esta sexta-feira (13), com um evento de lançamento no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Centro, a partir das 16h. Na ocasião, será ministrada uma palestra sobre o Programa por Laureano Silva, gerente técnico da 3M.

Ainda no mês de setembro, no dia 19, o edital será divulgado no município de Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus) e em Coari (a 363 quilômetros de Manaus).

Pré-requisitos

Serão investidos recursos na ordem de R$ 13,5 milhões, sendo R$ 4,5 milhões do Governo do Estado por meio da FAPEAM e os outros R$ 9 milhões da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep). O programa tem como finalidade viabilizar investimentos em projetos que possam dar retorno à sociedade.

As empresas interessadas em submeter propostas para o Tecnova/AM deverão estar devidamente registradas há pelo menos seis meses e ter uma receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil, no caso da microempresa, e R$ 3,600 milhões tratando-se de pequena empresa.

As propostas serão selecionadas levando em consideração a inovação do projeto em relação a outras propostas ou soluções existentes, a abrangência na solução de problemas, assim como o impacto do produto ou serviço no mercado.

Mínimo e máximo

Os recursos financeiros investidos por projeto serão, no mínimo, de R$ 120 mil e, no máximo, de R$ 400 mil, para serem aplicados apenas no produto. Os recursos serão liberados paulatinamente, de seis em seis meses.

“Haverá uma equipe direcionada para fazer o acompanhamento do desenvolvimento do produto em cada empresa por meio de visitas técnicas”, explicou a chefe do Departamento de Acompanhamento e Avaliação da FAPEAM, Renata Veiga.

De acordo com Veiga, não há um limite fechado de propostas a serem aprovadas. Isso significa que as empresas poderão submeter propostas enquanto houver recursos oriundos dos R$ 13,5 milhões investidos no Programa. A expectativa é que, no total, pelo menos 200 empresas submetam suas propostas.

Cada micro ou pequena empresa poderá submeter apenas uma proposta e terá um prazo de 24 meses para executar o projeto e apresentar os resultados em um Seminário de Avaliação, que será realizado no término do programa, previsto para o primeiro semestre de 2016.

“Os recursos investidos no projeto não serão devolvidos pelas empresas ao poder público porque o retorno para a sociedade será o produto ou serviço, novo ou aprimorado”, disse Renata Veiga.

Publicidade
Publicidade