Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
CRIME AMBIENTAL

Responsáveis por desmatamento de 99,8 mil hectares no AM são identificados

Os responsáveis serão multados pelo Governo do Estado por crimes ambientais



show_ipaam_1AA63040-0D7B-406B-A616-B0F9AFBF5D60.jpg Foto: Arquivo/AC
21/08/2019 às 19:57

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) identificou, em uma semana, os responsáveis por desmatar 99.869,8 hectares no Sul do Estado e na Região Metropolitana de Manaus (RMM). A detecção foi feita por meio da nova metodologia geotecnológica utilizada pelo órgão, que permite autuar os infratores sem a necessidade de operação em campo. Agora, o Governo do Estado está iniciando os processos para multar os donos de empreendimentos que cometeram os crimes ambientais.

As análises consideram os alertas de desmatamento notificados pelo Deter-B, ferramenta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A equipe do Ipaam cruzou dados de empreendimentos cadastrados no sistema de licenciamento do órgão, de imóveis registrados no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Sistema de Gestão Fundiária (Sigef).

Com a nova metodologia geotecnológica, o Ipaam conseguiu ter acesso aos dados dos donos destes empreendimentos, como nome completo, CPF, foto e endereço. Agora, o órgão iniciou o trâmite para autuar os responsáveis pelos alertas de desmatamento já identificados.

Dos 4.987 alertas do Deter-B para o Amazonas de janeiro a julho de 2019, 3.619 foram concentrados no sul do Amazonas e na RMM. As duas regiões já estão sendo alvo da força-tarefa estadual, formada com a assinatura do decreto que declarou situação de emergência no sul do Estado e na RMM por conta do impacto negativo do desmatamento ilegal e de queimadas não autorizadas.

O trabalho de detecção dos responsáveis por desmatamento é realizado em conjunto com técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), na Sala de Situação instalada no prédio da secretaria. O espaço permite monitoramento de nível dos rios, pluviométrico e de desmatamento.

O trabalho fortalece a força-tarefa estadual de combate às queimadas e desmatamento ilegal, formada após o decreto.  A ação em campo conta com reforço do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (Bifma) do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), Defesa Civil do Estado, Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) e da Sema.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.