Publicidade
Amazônia
Amazônia

Rio Negro sobe três centímetros e vazante pode estar próxima do fim

Após descida brusca neste mês, nível do rio subiu ontem, mas ainda é cedo para dizer que a vazante finalmente acabou 30/10/2015 às 09:21
Show 1
Responsável pela medição do nível das águas do rio Negro, Valderino está cauteloso com a subida registrada ontem
kelly melo ---

Após registrar uma acelerada descida das águas em outubro, o nível do rio Negro subiu três centímetros de quarta-feira para ontem, o que pode ser um sinal de que a vazante está próxima ao fim.

A informação foi confirmada pelo chefe do serviço de Hidrologia no Porto de Manaus, Valderino Pereira da Silva, que faz a medição diária do Negro. De acordo com ele, na última quarta-feira o rio desceu três centímetros, mas quinta, subiu os mesmos três deixando o nível do rio na casa de 15m95.

Para ele, ainda é cedo para afirmar se o ciclo da vazante está no fim e explicou que é necessário esperar os próximos dias para analisar melhor o comportamento do rio. “Hoje (ontem) subiu três centímetros, mas precisamos esperar para ver se o rio vai continuar subindo, ou se vai descer de novo. De repente, essa subida pode ser um repiquete”, afirmou ele.

Segundo Valderino, o comportamento do Negro está dentro da normalidade. No ano passado, de acordo com ele, o rio parou de subir e voltou a encher no final do mês de outubro. “O período está normal porque a vazante encerra entre meados do outubro e final de novembro. Mas vamos esperar mais este final de semana para sabermos o que vai acontecer”, explicou.

No mês de outubro foram registradas descidas bruscas no nível do rio Negro. De acordo com Valderino, este foi o mês em que o rio apresentou uma maior vazão, sendo que em um único dia houve uma descida de 40 centímetros. “O rio Negro desceu aproximadamente 7,5 metros em menos de um mês, o que nunca foi registrado nos últimos 100 anos, segundo os nossos registrados. Realmente, foi uma descida muito rápida”, afirmou ele.

Influência do Solimões

A subida do rio Negro pode ser um reflexo da subida do Solimões, que está enchendo. No início da semana, o secretário da Defesa Civil do Amazonas, Fernando Pires, afirmou que essa influência poderia acontecer brevemente. “As calhas seguem com níveis normais para o período. A que requer maior atenção é a do rio Negro, que está em descida gradual, mas que dentro de alguns dias irá receber o reflexo do rio Solimões, que está enchendo, o que deve minimizar o cenário”, afirmou.

Em números

7,5Metros foi a vazão do rio Negro registrada apenas no mês de outubro. Conforme o chefe do serviço de Hidrológico do Porto de Manaus, Valderino Pereira, essa foi a maior descida das águas registrada em um único mês, nos últimos 100 anos. Ontem, o nível do rio Negro estava com 15m95, medido na régua do porto.

Publicidade
Publicidade