Publicidade
Amazônia
PROPOSTAS

Seminário discute problemas e busca saídas para recursos hídricos no AM

Evento acontece nesta segunda-feira e vai preparar um documento, que será apresentado no fim do mês durante o Fórum Mundial da Água, em Brasília.  03/03/2018 às 14:42 - Atualizado em 04/03/2018 às 07:39
Show queiroz
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Danilo Alves Manaus

Para chamar a atenção do poder público sobre a gestão de recursos hídricos no Amazonas, participantes de um seminário, que ocorre nesta segunda-feira na Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas (EST/UEA), no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul, devem elaborar uma carta. Nela, serão apontados os problemas e possíveis soluções para a bacia hidrográfica do Estado. O documento será apresentado no fim do mês durante o Fórum Mundial da Água, em Brasília. 

Conforme o gestor ambiental e secretário executivo do observatório da Região Metropolitana, Artur Sgambatti Monteiro, cinco pontos considerados importantes serão abordados na carta, que será escrita durante uma oficina que acontecerá durante o seminário.  Um dos principais pontos é o fortalecimento dos comitês que trabalham com a gestão dos rios e relevos do Amazonas, além da interação com a comunidade. 

“A carta é para o fortalecimento da gestão hídrica. Além de tentar unir os cidadãos leigos e os próprios especialistas nessa causa, o documento também aponta observações das leis federais e estaduais de águas e recursos hídricos e analisa a formação e capacitação de profissionais na gestão desses recursos, que já está prevista em lei pela Agência Nacional de Águas (Ana)”, afirmou.  

O seminário vai reunir importantes nomes da gestão hídrica do Estado para discutir sobre temas centrais e como o uso da água vem sendo conduzido na região. Também serão propostas mudanças necessárias para se alcançar uma gestão participativa e inovadora. 

“Representantes das secretarias municipais e estaduais de Meio Ambiente vão estar no seminário informando como funciona, nos dias de hoje, a gestão nos nossos rios. Muita gente pensa que é só a água, mas a Amazônia é um universo de fauna e flora, que qualquer ação, pode desencadear uma reação. Por isso, vamos discutir ponta a ponto, o desempenho dessas gestões”, contou. 

 Palestras

Entre as palestras, destaque para o panorama de gestão de recursos, que contará com uma mesa redonda entre o coordenador do grupo interinstitucional de trabalho de recursos hídricos (ORMM) Sérgio Miranda, o professor Naziano Filizola, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e Reneé Veiga, assessora técnica e coordenadora de recursos naturais do Fieam. 
“Todos eles possuem vasta experiência no assunto. Com essa mesa redonda será possível analisar mais a fundo quais as situações principais que prejudicam nossa bacia”, disse o coordenador do evento. 

A professora Etianne Monteiro Braga, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), coordenará um bate-papo com os membros do seminário, sobre experiências de gestão dos recursos. Após isso, os participantes deverão escrever a carta. Os certificados devem ser entregues por e-mail. 


 

Publicidade
Publicidade