Publicidade
Amazônia
Amazônia

Semmas faz campanha de combate à queimadas

Secretaria pretende envolver a comunidade na discussão sobre os danos provocados pelas queimadas e na proposição de alternativas viáveis para o combate do problema, principalmentes nas Zonas Norte e Leste de Manaus, onde focos são maiores 31/10/2013 às 21:32
Show 1
Ocorrências de queimadas por motivos espontâneos, ou seja, pelo excesso de calor, são confirmadas pela Semmas
acritica.com* Manaus (AM)

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) realizou na manhã desta quinta-feira (31) o 4º Encontro de Educação Ambiental para a Campanha de Combate às Queimadas Urbanas 2013. O evento aconteceu na Escola Municipal João Valente, no bairro da Betânia, Zona Sul de Manaus, durante a realização da Ação da Cidadania da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), reunindo moradores, lideranças comunitárias e integrantes do Pelotão Mirim Ambiental Consciência Limpa, da Polícia Militar.

Com a ação, a Semmas pretende envolver a comunidade na discussão sobre os danos provocados pelas queimadas e na proposição de alternativas viáveis para o combate do problema na área. A estratégia foi adotada este ano por determinação da secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, como forma de sensibilizar o cidadão por meio da educação ambiental e não apenas com ações punitivas.

Outros três encontros já foram realizados desde o inicio da campanha, em agosto deste ano  – dois na Zona Norte e um na Zona Leste de Manaus, campeãs em denúncias de focos de queimada. Apesar de não registrar grandes índices, a Zona Sul, segundo as lideranças comunitárias participantes do encontro, sofre com o problema do lixo jogado nas ruas que eventualmente é queimado por moradores.

O vice-presidente da Associação de Moradores do Bairro da Betânia, Francisco Benedito dos Santos, agradeceu a parceria com a Prefeitura de Manaus e a oportunidade de discutir com os técnicos da Semmas o problema das queimadas urbanas. “Sabemos que esse é um problema difícil de ser resolvido  e depende de todos nós agirmos para mudar isso”, afirmou ele.

O estudante Patrick Lemos, 15, que reside no Morro da Liberdade e  integra o Pelotão Mirim Ambiental, estava entusiasmado com a sua participação no encontro. “Ficamos felizes porque aqui temos a oportunidade de aprender mais sobre as queimadas e podemos repassar o conhecimento e essas informações nas nossas ações ambientais no dia a dia”, comentou.

O coordenador dos encontros de educação ambiental da Campanha de Combate às Queimadas, Alessandro Sampaio, ressaltou a importância da parceria com a comunidade e grupos organizados, a exemplo do Pelotão Mirim Ambiental, para a difusão das informações. “Quanto mais parceiros arregimentarmos com o trabalho de educação ambiental, mais parceiros teremos para atuar como multiplicadores de informações junto às comunidades”, afirmou o técnico.

Durante a Ação da Cidadania, da Semasdh, a Semmas realizou também a distribuição de mudas frutíferas e ornamentais, exposição de produtos feitos a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos e ouvidoria de Corte e Poda.
 
*Com informações da assessoria de comunicação da Semmas
Publicidade
Publicidade