Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
PRESERVAÇÃO

Soltura em reservas do Amazonas devolve 12,5 mil quelônios à natureza

Ação garante a conservação das espécies Tracajá, Tartaruga e Irapuca. Programa da Sema que começou iniciado em outubro de 2018 deve devolver 304 mil quelônios em 11 unidades de conservação no Amazonas



Solturas_de_quelonios-SEMA__4__61009314-5581-4B3B-85F8-2C0EF07E7002.jpeg
Foto: Divulgação
26/03/2019 às 20:15

Aproximadamente 12,5 mil quelônios foram soltos, no último fim de semana, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã e na Reserva Extrativista (Resex) do Rio Gregório, Unidades de Conservação (UC) gerenciadas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). A ação garante a conservação das espécies Tracajá, Tartaruga e Irapuca.

Na RDS do Uatumã, a soltura foi realizada na comunidade Maracarana e contou com o envolvimento dos moradores da UC em um dia intenso de atividades de cunho educacional e cultural, como dança, teatro, campeonato de futebol, oficinas de desenho com as crianças, entre outras. Ao todo, foram devolvidos à natureza 11 mil quelônios na RDS.

Já na Resex do Rio Gregório, os filhotes somaram 1,5 mil, superando a soltura de 2018, quando foram devolvidos à natureza mil quelônios. O trabalho de manejo dos quelônios é feito pelos próprios comunitários, que recebem orientação da Sema e de parceiros para a atividade. A proteção dos ovos envolve também as crianças, engajando-as na luta pelo meio ambiente. Antes da iniciativa, a relação dos comunitários com estes animais era focada principalmente na alimentação.

O supervisor técnico da Sema, Jefferson Moreira, explicou que é importante monitorar estas espécies para que se consiga aumentar a população de quelônios na natureza, visto que a taxa de sobrevivência é de 1%, e com o manejo sobe para 18%.

“Os comunitários recolhem os ovos quando são depositados na praia, aguardam a eclosão e depois cuidam dos filhotes até atingirem um tamanho ideal para sobrevivência na natureza. Este trabalho vem ajudando a preservar estas espécies”, detalhou.

Ação contínua

Na RDS do Uatumã, outras quatro comunidades ainda realizarão soltura de quelônios em junho deste ano, em conjunto com as comemoração de aniversário da reserva. A atividade nas comunidades Maracarana, Bela Vista e Manain é realizada pela Eletrobras Amazonas Energia, com apoio da Sema, e as demais comunidades da reserva são orientadas pelo Programa de Monitoramento da Biodiversidade e do Uso Sustentável de Recursos Naturais (Probuc), desenvolvimento pela secretaria.

Na Resex do Rio Gregório, este foi o segundo ano de realização da atividade. A ação contou com a participação da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), e Associação de Moradores Agroextrativistas do Rio Gregório (Amarge), juntamente com integrantes do projeto Agentes Ambientais Voluntários (AAV), da Sema.

Neste ciclo do Probuc, cerca de 304 mil quelônios deverão ser devolvidos à natureza em 11 unidades de conservação gerenciadas pela Sema. As solturas tiveram início em outubro de 2018 e seguem pelos próximos meses. A secretaria já realiza também o monitoramento da biodiversidade para os próximos ciclos de desova dos quelônios nos tabuleiros nas praias.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.