Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Amazônia

Vazante do rio Negro está próxima do fim

De acordo com os registros feitos no porto, o rio encerrou a semana passada na cota  de 20,01m, com descidas de, no mínino, cinco centímetros ao dia



1.jpg O rio Negro, pela medição feita no Porto de Manaus, está numa cota 39 centímetros mais alta que no ano passado
28/10/2014 às 21:41

O chefe do Serviço Hidrográfico do Porto de Manaus, Valderino Pereira da Silva, estima que a vazante do rio Negro está chegando ao fim e entrando num período de repiquete apesar das chuvas dos últimos dias em Manaus.  De acordo com os registros feitos no porto, o rio encerrou a semana passada na cota  de 20,01m, com descidas de, no mínino, cinco centímetros ao dia. Ontem, pórem,  baixou só três centímetros, estacionando na cota de 19,90m, valor 0,39 centímetro maior que no mesmo dia do ano passado (19,51m).

“Isso demonstra que o rio nesses próximos dias irá parar, mas não quer dizer que será uma parada definitiva, porque existe a variação nesse período típico de vazante”, disse Valderino”. O rio está vindo de uma seqüência decrescente e  na semana passada  descia  entre 12 e 10 centímetros ao dia.

Valderino observou que o rio está secando muito menos que no ano passado. “Esse ano a previsão é de que até sexta-feira pare de vazar, pois os primeiros sinais que ele deve parar estão aí. Agora esperamos que seja uma parada em definitivo. Mas infelizmente ainda temos muitas variações acontecendo. Vamos observar e esperar o  que irá acontecer daqui a dois dias para ter uma certeza”,completou.

Efeito chuva

O encarregado de Serviço Hidrográfico do Porto de Manaus diz  que as chuvas em Manaus não têm influência nenhuma com a parada ou cheia do rio nesse período. “Podemos observar que um rio, como  o Negro, que tem  1,7 mil  quilômetros de extensão, com profundidade de até 50 metros  próximo ao cais do porto, é imenso, então  essa chuvas nesse período não influência em nada. O  que pode influenciar são as chuvas que acontecem em toda região, pois são elas que comandam as enchentes. Pois o período do rio, período de enchentes, de vazante,  tem que ser mantido e não é uma chuva que vai mudar aquele período  próprio da natureza”, finalizou.

Bacia

Os demais rios da bacia Amazônica se encontram em períodos diferentes de vazantes, mas todos próximos do fim deste ciclo anual.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.