Publicidade
Manaus Hoje
PRISÃO

Acusado de assassinato após discussão por futebol no Alvorada é preso

Homem foi preso com revólver calibre 32 e munições. Dois suspeitos do crime estão sendo procurados 16/10/2018 às 14:59
Show pc 9ed60cf8 c5c6 463b 929e d2a9fdb85921
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Acusado de envolvimento em um homicídio, Williams Silva de Oliveira, de 29 anos, o “Foca”, foi preso pela Polícia Civil. O caso ocorreu no dia 7 de outubro deste ano no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. Conforme as investigações, a vítima, identificada como Geison Souza dos Passos, 29, foi executada após uma discussão por times de futebol. Dois suspeitos seguem foragidos.

O acusado foi apresentado na manhã desta terça-feira (16) pela Polícia Civil. De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Orlando Amaral, ao longo das diligências em torno do caso, os policiais civis identificaram que Williams e mais três infratores foram responsáveis pela morte de Geison, ocorrida em frente à casa da mãe da vítima, situada na rua Roquete Pinto, comunidade Ouro Verde.

O infrator foi preso em flagrante na manhã de segunda-feira (15), na rua Krakatoa, naquela mesma região, por servidores lotados no 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Com ele os policiais apreenderam um revólver calibre 32 com numeração suprimida e seis munições do mesmo calibre.

O titular da DEHS relatou que no dia do delito os infratores chegaram na casa da mãe de Geison em um carro da montadora Hyundai, modelo HB20, de cor branca, e efetuaram disparos de arma de fogo em direção à vítima, que estava bebendo no local. Geison chegou a ser socorrido e levado até o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) no bairro Alvorada, onde veio a óbito.

“Durante a ação criminosa, dois infratores desceram do veículo e efetuaram os disparos. Williams foi reconhecido por testemunhas como um deles. Os familiares da vítima presenciaram o crime e identificaram dois elementos a partir de fotografias. Em razão disso, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome deles. As investigações em torno do caso seguem em andamento, até conseguirmos identificar os outros dois envolvidos e prendê-los”, explicou Amaral.

Amaral informou, ainda, que a motivação do crime, segundo a família da vítima, seria uma discussão relacionada a times de futebol. Na delegacia, em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi verificado que Williams já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas, roubo e furto. Geison respondia por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele também cometeu um homicídio quando era adolescente.

Williams foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Publicidade
Publicidade