Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
DE 17 ANOS

Adolescente é apreendido após ameaçar o próprio pai de morte, na Zona Centro-Oeste

Segundo informações da 20ª Cicom, pai e filho brigaram após as drogas que consumiam ter acabado



DELEGACIA08888.jpg Adolescente foi conduzido para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai),
07/06/2017 às 21:11

Um adolescente de 17 anos foi apreendido em flagrante na tarde desta quarta-feira (7), após ter agredido e ameaçado de morte o próprio pai, de 42 anos. O fato ocorreu na rua Achuarana, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

As informações são do tenente Victor Moraes, supervisor de área da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Segundo ele, pai e filho brigaram após as drogas que consumiam ter acabado.



“Os dois estavam bem alterados, estavam usando drogas e depois que acabou começaram a brigar. Teve outras testemunhas que falaram que foi por causa de terreno, mas sabemos que foi por droga”, informou.

Conforme a guarnição que atendeu a ocorrência, a polícia chegou ao adolescente após a avó do mesmo denunciá-lo por agressão. A denúncia chegou por meio do número 190 da Polícia Militar e informava que o jovem estava agredindo o próprio pai.

O soldado Josias dos Santos, também lotado na 26ª Cicom, informou que o adolescente desferiu vários socos no pai e ainda ameaçava, segundo testemunhas, pegar um pedaço de madeira para agredir com mais intensidade.

O jovem foi apreendido e ao ser levado para a delegacia ainda ameaçou o pai, afirmando que quando fosse liberado iria voltar para casa e matá-lo. O adolescente foi conduzido para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), localizada no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. Na delegacia, ele foi autuado pelo ato infracional de lesão corporal.

Pai quase se enrola
O tenente Victor Moraes informou ainda que na delegacia foi verificado que o pai do adolescente, cujo nome não foi repassado, possuía mandado de prisão pelo crime de pensão alimentícia. Entretanto, ele não ficou preso porque o mandado já não tinha mais validade, uma vez que ficou em aberto por muitos anos.

 “Como tinha muitos anos e não tinha mais validade, a delegada preferiu liberar o pai”, explicou o oficial da PM.


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.