Publicidade
Manaus Hoje
CRIME

Adolescente é executado com tiro na cabeça na Zona Leste de Manaus

Rafael Vitor Mendonça foi morto dentro de um carro, modelo Gol, de cor azul e placas JWQ 8353. A motivação ainda é desconhecida pela Polícia Civil 07/02/2017 às 19:30
Show p gina04
Perícia e delegacia de homicídios estiveram no local e realizaram os procedimentos. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus

Um adolescente de 17 anos identificado como Rafael Vitor Mendonça foi executado com um tiro na cabeça, na tarde desta terça-feira (7). O crime aconteceu na rua Q, no bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus. O jovem foi morto dentro de um carro, modelo Gol, de cor azul e placas JWQ 8353. A motivação ainda é desconhecida pela Polícia Civil.

De acordo com informações do proprietário do carro, Mário Jorge Nogueira, o jovem é conhecido do bairro por jogar quase todos os dias futebol em um campo da região. Segundo ele, Rafael pediu carona para ir ao campo, pois iria jogar bola com amigos e, quando entrou no carro, foi morto com um tiro na cabeça.

O atirador, ainda não identificado pela polícia, estava na rua e se aproximou do carro logo após o adolescente sentar no banco. O proprietário do veículo informou à Polícia Civil que estava indo a um colégio público do bairro para pegar sua filha, quando o adolescente, que mora próximo da sua casa, o abordou pedindo carona.

Aos policiais civis, o dono do veículo disse que o jovem é conhecido no bairro como ‘Picote’ e que não viu quem foi a pessoa que atirou. Atordoado após o crime, o proprietário dirigiu o veículo com o jovem morto no banco do passageiro até a frente de sua casa, na rua 0, que fica próximo da rua onde ocorreu o fato.

A autoria e motivação ainda são desconhecidas pela Polícia Civil e o crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Corpo boiando em Codajás
Um corpo ainda sem identificação foi encontrado na manhã de ontem boiando nas águas do Rio Negro, próximo ao município de Codajás, interior do Amazonas.

A Polícia Civil do município trabalha com a hipótese de que a vítima tenha sido morta por piratas dos rios. Até o fechamento desta edição, o corpo ainda não havia sido identificado. A delegacia de Codajás está investigando o caso.

Publicidade
Publicidade