Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
COMPAJ

Advogada é detida no Compaj suspeita de tentar repassar dinheiro para detento

A informação foi confirmada pela advogada Ieda Furtado, plantonista da Comissão de Prerrogativa da OAB-AM



15589775_1392614850783660_4519883594296547536_n.jpg
(Foto: Reprodução/Facebook)
24/01/2017 às 17:47

A advogada Camila Uiara Vieiralves foi detida na tarde de hoje (24) em Manaus suspeita de tentar repassar a quantia de R$ 300 em espécie para um detento do regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no Km 8 da rodovia BR-174. Camila estava acompanhada de outra advogada, que não foi detida.

A informação foi confirmada pela advogada Ieda Furtado, plantonista da Comissão de Prerrogativa da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM). “Ainda não posso dizer o que realmente ela (Camila) fez. Estamos esperando ela e a outra advogada que estava com ela no presídio”, disse Furtado, na sede do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste da capital, para onde Camila deve ser encaminhada para prestar esclarecimentos.

De acordo com informações de servidores do Compaj, que preferiram não se identificar, as visitas e o acesso de advogados na unidade prisional estavam suspensos, mas as duas advogadas, Camila e outra identificada como Erica Oliveira Gomes, conseguiram entrar no presídio apresentando uma autorização assinada pelo juiz Luis Carlos Valois, da Vara de Execuções Penais (VEP).

No documento de autorização, que a reportagem teve acesso, o juiz determina que seja providenciada “a entrevista das advogadas Camila Uira Vieiralves e Erica Oliveira Gomes [...] com seu constituinte, o preso Josiel Silva de Souza, no qual possuem procuração, imediatamente, cessada qualquer incomunicabilidade, sob pena de desobediência”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.