Publicidade
Manaus Hoje
Enterrado em cova

Agricultor é morto com mais de dez golpes de terçado e depois enterrado em cova, no AM

Um homem de 19 anos e um adolescente de 17 foram capturados por envolvimento no crime, ocorrido em Anori. A vítima ficou com o rosto desfigurado 20/11/2016 às 17:25
Show 9fe59456 be2b 407d b0d6 15ca2d81cc32
Dupla foi pega em flagrante por policiais militares horas depois do crime (Foto: Divulgação)
Joana Queiroz Manaus (AM)

O agricultor Elvis Cavalcante Ribeiro foi executado com mais de dez terçadadas, a maioria no rosto, na manhã de ontem, sábado (19), no município de Anori, a 194 quilômetros de Manaus. Depois do crime, a vítima foi enterrada em uma cova rasa. Os dois suspeitos do assassinato, um homem de 19 anos e um adolescente de 17, foram capturados.

De acordo com informações do 3º sargento da Polícia Militar, Adinamá Feitosa, o crime ocorreu por volta de 8h no beco dos Aposentados, bairro São Carlos, em Anori. A polícia recebeu informações de que no local havia um corpo enterrado em uma cova rasa. Os policiais se deslocaram até lá e encontraram o corpo de Elvis com o rosto desfigurado devido aos golpes de facão.

Ainda no local, os policiais conseguiram informações da autoria do crime, assim com do endereço dos criminosos. Eles foram até a casa do suspeito, Cleiton Cardoso Dias, 19, e souberam que o mesmo estaria tentado fugir de barco para Manaus. Por volta das 7h, o adolescente foi detido e às 11h Cleiton foi encontrado na embarcação Semeador Pinheiro, a caminho da capital. Os dois foram levados para a delegacia do município, onde confessaram o crime.

Em depoimento, Cleiton disse que os três estavam juntos conversando e acabaram se desentendendo. Quando então Elvis deu uma pancada no braço de Cleiton. Irado, o criminoso foi até a casa dele, armou-se com um terçado usado para fazer roçado e desferiu mais de dez golpes na vítima. O assassino não soube informar quantas terçadadas deu na vítima. “Eu só contei até dez. De lá em diante não contei mais, perdi a conta”, revelou. 

Em seguida, com a ajuda do adolescente, ele abriu uma cova rasa, arrastou o corpo até um buraco e enterrou o agricultor. Cleiton foi autuado em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado, por não ter dado oportunidade da vítima se defender, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Ele ficou preso no município assim com o adolescente permaneceu apreendido.

Publicidade
Publicidade