Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
MORTO

Ajudante de pedreiro acusado pela morte de idoso no ano passado é executado

Bruno Silva da Fonseca foi executado por volta das 19h30 de ontem e respondia pelo homicídio de um idoso de 72 anos no regime semiaberto



show_1.jpg
Bruno Silva da Fonseca foi preso em dezembro do ano passado
29/12/2016 às 11:08

O ajudante de pedreiro Bruno Silva da Fonseca, 22, foi executado com seis tiros durante a noite desta quarta-feira (28), na rua Flor de Maracujá, localizada na comunidade Parque Riachuelo, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

Bruno foi preso em dezembro do ano passado pela morte do comerciante Agripino da Silva Reis, 72, que havia pedido a ele que não vendesse drogas em frente a seu estabelecimento.

Ele foi executado por volta das 19h30 e respondia pelo crime no regime semiaberto. Segundo moradores do local, Bruno estava em pé na rua quando dois homens se aproximaram dele em uma motocicleta e começaram a fazer os disparos. Ao todo foram 10 tiros, porém, apenas seis atingiram a vítima, que veio a óbito no local.

De acordo com vizinhos, Bruno ainda era envolvido com tráfico de drogas. "Ele passava a noite vendendo drogas aqui na rua", relatou um morador que presenciou o crime. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga a autoria do assassinato.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.