Publicidade
Manaus Hoje
ZONA SUL

Ajudante de pedreiro é morto a tiros em beco durante a madrugada no bairro Petrópolis

Caso aconteceu em hip-hap onde ajudante morava com a esposa. Segundo a Polícia Militar, crime foi motivado por acerto de contas relacionado ao tráfico. Crime será investigado pela DEHS 15/10/2016 às 10:59
Show sangue
Crime ocorreu em beco no bairro Petrópolis (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Luana Carvalho Manaus (AM)

O ajudante de pedreiro Givanilson Bentes Mamede, 25, foi assassinado com pelo menos oito tiros na madrugada deste sábado (15), no beco Uatumã, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. De acordo com informações da Polícia Militar (PM) o crime foi motivado por acerto de contas por causa do tráfico de drogas.

O crime aconteceu no hip-hap onde Givanilson morava há menos de seis meses com a esposa. "O que a gente sabe é que isso foi briga de facção. Ele era lá do Laço do Amor, no Jorge Teixeira, e veio pra cá fugido", informou um morador da área.

Os vizinhos não souberam informar quantos homens atiraram contra a vítima. "Isso aconteceu por volta de meia-noite e só ouvimos os tiros. Eles praticamente descarregaram a arma", disse outra moradora, que pediu para não ter o nome divulgado por medo de represália.

No local, nenhum familiar foi encontrado. O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Outros crimes

O mototaxista Jonildo Gomes Coutinho, 28, foi assassinado com dois tiros na rua Walter Rayol, bairro Presidente Vargas, Zona Sul de Manaus, na noite de sexta-feira (14). Nenhum suspeito foi preso.

Por volta das 17h de sexta-feira (14), outro homem foi morto vítima de arma branca no ramal Liminga, no bairro Distrito Industrial 2, Zona Leste. Até o início da manhã deste sábado (15) ele ainda não havia sido identificado no Instituto Médico Legal.

A perícia do Instituto Médico Legal (IML) identificou que o homem pode ter entre 25 e 30 anos, tem 1,80 metros de altura, cor parda. Ele trajava calça jeans e tênis preto e verde. Tem uma tatuagem de um lobo e os nomes "Dudu e Celia" na perna esquerda.

Publicidade
Publicidade