Publicidade
Manaus Hoje
ASSASSINATOS

Apontado por envolvimento em 130 mortes durante rebeliões no AM é preso

Parte das mortes ocorreu durante o massacre do Compaj, em 1º de janeiro de 2017. Junto com Iguison Nascimento Lima, 35, a polícia prendeu outro foragido 07/02/2019 às 11:26 - Atualizado em 08/02/2019 às 08:00
Show 04c0fb83 aa3a 4e6a a61f de754098b5d0 1103bfd0 7d39 45a3 8649 25bdbaf080f6
Foto: Winnetou Almeida
Márcia Monteiro Manaus (AM)

Apontado por envolvimento em 130 assassinatos durante rebeliões em presídios do Amazonas, Iguison Nascimento Lima, de 35 anos, foi preso pelas polícias Civil e Militar. Ele estava foragido do sistema prisional do Estado. A prisão dele foi feita em ação conjunta da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Hoje pela manhã, ele foi apresentado à imprensa. Além dele, as equipes prenderam também Daniel de Souza Barros, 39, outro foragido, que estava com mandado de prisão por roubo.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular do 30° DIP, as mortes cometidas por Iguison ocorreram em diferentes rebeliões no sistema prisional, inclusive durante o massacre do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), ocorrido em 1º de janeiro de 2017 e que acabou com mais de 60 assassinatos. O massacre foi resultado da disputa entre facções criminosas pelo comando do tráfico de drogas no Estado.

Conforme o delegado Mozer, Iguison e Daniel foram presos juntos, dentro da mesma residência localizada na rua Um da primeira etapa do bairro do Jorge Teixeira, na Zona Leste. A polícia chegou até eles através de denúncias para o Disque 181.

Ao término dos procedimentos na delegacia, a dupla será encaminhada para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), presídio situado no km 8 da rodovia BR-174.

Publicidade
Publicidade