Publicidade
Manaus Hoje
Foi agredida por populares

Após assaltar ônibus, servente de limpeza é presa e encaminhada ao 14º DIP

Segundo informações registradas no 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP) a mulher estava na companhia de mais dois suspeitos, armados com um revólver e chegou a ser agredida por populares 27/10/2016 às 18:57
Show servente valendo033
A mulher estava na companhia de mais dois suspeitos, armados com um revólver. Foto: Divulgação
Kamyla Gomes Manaus

A servente de limpeza identificada como Ketllen Correa de Lima, de 25 anos, foi presa na noite da última quarta-feira (26) após ter assaltado passageiros do ônibus da linha 677, na rua Pirarucu, quarta etapa do bairro Jorge Teixeira, Zona Leste. A mulher chegou a ser agredida por populares ao ser capturada durante a fuga.

Segundo informações registradas no 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP) a mulher estava na companhia de mais dois suspeitos, armados com um revólver. Todos eles entraram no ônibus e pegaram diversos pertences dos passageiros.

Testemunhas declararam que  o trio entrou no ônibus se passando por passageiros, sem deixar nenhuma suspeita e em um determinado momento anunciou o assalto com bastante violência.

Ainda de acordo com a polícia, os dois homens estavam armados, e quando todo o trio já tinha recolhido os pertences dos passageiros, eles obrigaram o motorista do ônibus a parar o veículo.

O motorista parou e o trio saiu correndo. E  então foi neste momento que os passageiros desceram do veículo e foram atrás dos suspeitos, a fim capturar e recuperar os objetos roubados.

Eles conseguiram pegar somente a servente, e a agrediram. Com ela, nada foi encontrado, pois o material roubado foi levado com os outros suspeitos. Uma viatura da 30° Companhia Interativa Comunitária (CICOM) foi acionada e conduziu a mulher ao DIP.

Ela informou que topou participar do roubo pois estava desempregada, e que foi convidada por um dos criminosos que conseguiu fugir e deixá-la na mão. A suspeita foi encaminhada para o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF)e responderá pelo crime de roubo majorado.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) foi possível verificar que a mulher foi presa em março deste ano, pelo crime de tráfico de drogas. Ela ficará à disposição da Justiça.

 

Publicidade
Publicidade