Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
Crime

Avó enterra feto do próprio neto em terreno baldio

O feto tinha sete meses e nasceu após a mãe da criança sofrer agressões do marido



Sem_t_tulo_B494140A-799E-4073-9863-FEC174AE13F4.jpg Foto: Yasmin Feitosa
19/10/2020 às 13:14

Uma mulher grávida de sete meses, que não teve a identidade revelada, foi espancada pelo marido na madrugada desta segunda-feira (19) e acabou perdendo o filho que estava esperando. O corpo do bebê foi enterrado pela avó paterna em um terreno baldio da rua Curiós, no bairro Alfredo Nascimento, na Zona Norte de Manaus.

O corpo da criança foi descoberto depois que a avó decidiu ligar para  a 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e contar o que havia ocorrido na madrugada.



Por volta das 9h, a polícia foi ao local e a criança estava enterrada em uma cova rasa dentro de uma caixa e em um saco plástico. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) foi acionada. O delegado Guilherme Antoniazzi esteve no local, mas não quis falar com a imprensa.

Vizinhos contaram que a mãe do bebê foi levada para o SPA Galiléia, mas não há o informações sobre como aconteceu o aborto, se a avó é o pai estão presos e nem a motivação da agressão.

O caso está sendo conduzido pela Delegacia Especializada Em Crimes Contra A Mulher (DECCM ), onde foi expedido um pedido de exame de corpo de delito pra confirmar se houve agressão.

*Mais informações em breve

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.