Publicidade
Manaus Hoje
você está sendo filmado

Bandidos perdem o medo e mostram a cara para agentes e câmeras de segurança

Titular da Delegacia de Roubos e Furtos afirma que os horários críticos são entre 5h e 7h da manhã e entre 11h e14h. Por outro lado, a ousadia dos criminosos tem auxiliado na elucidação dos crimes e prisão dos autores 17/07/2016 às 16:11 - Atualizado em 17/07/2016 às 20:45
Show khjkjkhk
Bandidos passaram a praticar crimes a qualquer horad o dia e de cara limpa
Joana Queiroz Manaus (AM)

certeza da impunidade é apontada pelas autoridades de segurança como uma das motivações para a mudança de hábito dos criminosos, que passaram a praticar crimes a qualquer hora do dia e de cara limpa. As câmeras de vigilância, equipamento sempre presente na maioria dos estabelecimentos comerciais, já não os intimidam e, em alguns dos casos, os criminosos chegam a mostrar seus rostos para elas.

Delegados e comandantes de unidades da Polícia Militar garantem que, em muitos casos, os bandidos acreditam valer a pena correr o risco de ser preso, pelo lucro que podem obter em um assalto e pelo tempo que vão passar na prisão, caso sejam presos e condenados. Nesse caso vale ser preso porque em pouco tempo estão em liberdade e muitos ainda continuam praticando crimes.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), Adriano Félix, durante o dia os criminosos aproveitam os horários em que há menos policiamento nas ruas, como na troca de turno pela Polícia Militar, horário de almoço. “Eles estudam o melhor horário que eles possam atacar com menor risco de serem presos”, disse o delegado.

O delegado disse que nas primeiras horas da manhã, das cinco às 7h, há uma grande incidência de roubos, que é quando as pessoas estão saindo para o trabalho e são atacadas nas ruas ou nos pontos de ônibus.

Os ladrões aproveitam ainda o momento em que os estabelecimentos comerciais estão abrindo.

Para o delegado outro horário crítico é das 11h às 14h que é quando os policiais param para almoçar. Três homens armados com arma de fogo invadiram um restaurante na rua Professor Lourenço Thury, bairro Novo Aleixo, a renda, frangos, jogos de faca e aparelho celulares de clientes. O assalto ocorreu por volta das 14h, do dia 15 de julho.

Depois das 17h até as 20 que é quando os trabalhadores estão retornando para casa, no período noturno é quando acontecem os arrombamentos. Os arrombamentos de empresas e a residências. Os criminosos procuram locais onde há menor movimento de pessoas e de pouca iluminação para agirem.

O sub-comandante da PM, Euler Cordeiro, disse que os assaltos acontecem sempre durante o dia pela própria atividade do comércio. É quando há maior movimentação de dinheiro e a facilidade para os criminosos ingressar no ambiente.

Pela característica das execuções, a maioria é feita a noite, pessoas são assassinadas no local onde se encontram e outras são levadas e mortas em locais.

Crimes a qualquer hora do dia

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, diz que os crimes de homicídios acontecem a qualquer hora do dia, mas quando trata-se de execução, estes acontecem mais à noite porque é quando os matadores se sentem mais seguros para fugir e também para “desovar” os corpos de suas vítimas.

A DEHS tem conseguido elucidar crimes de homicídios auxiliado por imagens de câmeras de segurança particulares, o que demonstra que muitos criminosos não se importam se serão identificados ou não. Um dos crimes que foi elucidado por meio de imagens foi a do médico Emerson Rios Carvalho Sena, 56, assassinado a facadas no final do mês passado.

O autor do crime, o soldado do Exército Brasileiro Igor Matheus Negrão e Silva, 18, foi reconhecido e identificado por meio das imagens do condomínio Moradas do Parque, bairro de Flores, na Zona Centro-Sul, onde a vítima morava.

Ladrões também tem sido identificados e presos por meio de imagens dos locais assaltados por eles.

Igor foi identificado pelos próprios superiores do quartel onde servia

Áreas mapeadas

O sub-comandante da Polícia Militar, disse que a Polícia Militar tem o mapeamento dos locais em que ocorrem os assaltos e furtos em Manaus, porém essas informações não podem ser reveladas porque é com base nelas que é montado o policiamento para toda Manaus, mas ele afirma que grande parte das ocorrências acontecem criminosas acontecem nos bairros das nas Zonas Leste e Norte, onde as ações de repressão são direcionadas.

Blog: Euler Cordeiro, sub-comandante da PM

"Cada crime se comporta de forma diferente. A Polícia Militar faz o mapeando dos local e horário de mais incidência de cada crime. O crime de execução tem uma característica diferente, o roubo outra que se desenham no nosso mapa de forma bem clara. Então baseado nesse levantamento que é feito diariamente pelos nossos órgãos de Estado Maior e que é aplicado o nosso policiamento.

O latrocínio tem outra característica porque o criminoso não vai para matar, ele vai pra roubar, mas se, em algum momento, a vítima reage, ou esboça uma reação faz com que o infrator dispare contra ela".

Publicidade
Publicidade