Domingo, 20 de Setembro de 2020
CRIME AMBIENTAL

Base Arpão apreende mais de 100 ovos de tracajá durante ação no rio Solimões

Além dos ovos, também foram apreendidos 15 kg de carne de pirarucu e três quelônios. As espécies são protegidas por lei e só podem ser comercializadas com licenciamento ambiental



DIVULGA__O_SSP-AM__3__1EEE0864-A8A2-4A6F-82AE-FAAD9ADA3DCD.jpg Foto: Divulgação
14/09/2020 às 09:53

Neste domingo (13/09), os policiais militares e civis e agentes ambientais da Base Fluvial Arpão registraram dois flagrantes de crime ambiental durante as fiscalizações a embarcações no rio Solimões, em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). Foram apreendidos 100 ovos de tracajá, 15 quilos de carne de pirarucu (Arapaima gigas) e três quelônios. As espécies são protegidas por lei e só podem ser comercializadas com licenciamento ambiental. Ninguém foi preso.

A primeira apreensão ocorreu por volta das 10h, durante abordagem à embarcação F/B Jesus Te Ama II, que vinha do município de Carauari. Foram encontradas duas malas com dois quelônios e aproximadamente 15 quilos de pirarucu. Não foi localizado o dono do material.



Em outra abordagem, por volta do meio-dia, as equipes flagraram mais de 100 ovos de tracajá e um quelônio durante fiscalização no barco N/M Almirante Moreira VII, procedente da cidade de Fonte Boa.

Os três animais foram devolvidos à natureza, e os alimentos serão doados para instituições que prestam serviços socioassistenciais.

A Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/1998) proíbe matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a permissão, licença ou autorização da autoridade competente. A multa é de R$ 5 mil por unidade apreendida, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Integração

Criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMAM), Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Ibama.

A ação ocorre em conjunto com a Operação “Hórus”, um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça.

A população pode contribuir com as ações por meio de denúncias anônimas ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço funciona 24 horas por dia em todo o estado.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.