Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
APÓS ACIDENTE

Bebê de 4 meses morre após contusão na cabeça e pai é suspeito de maus-tratos

O laudo informa que a causa da morte foi Lesão Encefálica e Ação Contudente. Os familiares contam que depois que a criança faleceu o pai não foi mais encontrado



crian_a.JPG O velório da criança foi realizado neste domingo (Foto: Jander Robson)
02/07/2017 às 15:39

Um bebê de 4 meses morreu nesse sábado (1) depois de passar nove dias internado no Pronto Socorro da Criança Joãozinho, na Zona Leste de Manaus. Lara Caroline Rodrigues da Costa deu entrada na unidade hospitalar no dia 22 de junho, após sofrer uma contusão na cabeça.

A mãe da criança, Caroline Leal Rodrigues de 16 anos, contou que no dia 17 de junho recebeu uma ligação do pai da menina, Janderson Alfaia da Costa, pedindo para passar o fim de semana com o bebê.



Ainda segundo a adolescente, quando o pai veio buscar a criança, ela estava bem e gozando de plena saúde. No dia 22 de junho a adolescente conta que recebeu uma ligação dos familiares de Janderson, informando que o bebê estaria no hospital em coma.

“Deixei minha filha no sábado com o pai. Ela estava bem de saúde. Na segunda-feira, liguei e disse que ia buscar a Lara, mas ele disse que queria passar mais dois dias com ela. Na quinta-feira eu recebi a ligação de que o meu bebê estava no Joãozinho, entre a vida e a morte”, contou Caroline.

O laudo informa que a causa da morte foi Lesão Encefálica e Ação Contudente. Os familiares contam que depois que a criança faleceu o pai não foi mais encontrado.

O caso foi registrado e será investigado na Delegacia Especializada em Delegacia Especializada Em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.