Publicidade
Manaus Hoje
NA MADRUGADA

Bebê sobrevive após ser jogado de 2º andar de prédio pela própria mãe

Segundo a delegada que cuida do caso, a mãe da criança sofreu um surto, abriu a janela do apartamento e jogou o filho de nove meses. Ela foi presa em flagrante 02/06/2017 às 18:02 - Atualizado em 02/06/2017 às 18:16
Show predio0888888
O bebê foi socorrido com vida e encaminhado ao hospital e pronto-socorro Delphina Aziz. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus

Uma mãe de 23 anos foi presa em flagrante na madrugada de quinta-feira (1º) após jogar da janela de seu apartamento o filho de apenas nove meses de idade. O fato ocorreu no conjunto habitacional Viver Melhor, no bairro Lago Azul, Zona Norte de Manaus. O bebê sofreu apenas lesões superficiais e passa bem.

De acordo com a delegada Laura Câmara, plantonista da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), a mãe teve um surto e, por volta das 3h da madrugada, abriu a janela de seu apartamento, no 2º andar, jogou o bebê.

Ainda segundo Câmara, em seguida ela se jogou também, sendo detida, primeiramente, por vizinhos, que acionaram a Polícia Militar, que a prendeu em flagrante. O bebê foi socorrido com vida e encaminhado ao hospital e pronto-socorro Delphina Aziz.

Uma testemunha relatou à Polícia Civil que ouviu os gritos do bebê e quando saiu para o ver o que estava acontecendo presenciou a mãe abrindo a janela do apartamento e soltando o bebê do segundo andar e se jogando em seguida.

A suspeita foi encaminhada para o hospital psiquiátrico Eduardo Ribeiro, na Zona Centro-Sul, onde foi medicada e sedada. Conforme a delegada, a mãe está sob custódia da Polícia Civil e quando for liberada será autuada por homicídio tentado.

À Polícia Civil, a mãe da suspeita relatou que a filha estava com depressão e muito agressiva. “A mãe relatou que a filha foi diagnosticada com tuberculose e, após tomar medicações, apresentou quadro de agressividade e depressão”, explicou.

O bebê de nove meses foi transferido para o HPS Joãozinho, na Zona Leste, onde ficou sob observação e em seguida foi liberado. Segundo a delegada, a criança foi encaminhada para um abrigo, onde deverá receber apoio de profissionais.

Publicidade
Publicidade