Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022
Desaparecido

Bombeiros encerram buscas por Gabriel em Manacapuru

Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas confirmou que encerrou às buscas, mas não explicou o motivo. Padrasto e mãe estão presos



show_Sem_titulo__15__2051BDB2-6E7E-4B56-B283-5E96E32E0282.jpg Foto: Divulgação
01/12/2021 às 18:33

O menino Gabriel Souza, 11, pode estar morto em algum lugar da  comunidade Vila do Jacaré, zona rural de Manacapuru. As buscas por ele duraram 11 dias e foram suspensas ontem conforme informou a delegada Roberta Merly. O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas confirmou que encerrou às buscas, mas não explicou o motivo.

De acordo com a delegada do caso, as buscas foram encerradas por não haver mais vestígios que pudessem levar ao paradeiro do menino. “Não havia mais vestígios e não tinha mais o que buscar” disse a delegada.

Conforme Roberta Merly, a Polícia segue com as investigações  e que a prisão temporária da mãe e do padrasto do menino servem para que as investigações prossigam. 

Michele dos Santos Souza, 23, Francisco Delfim Tales, 54 mãe e padrasto do menino Gabriel que está desaparecido na mata desde o dia 19/11, na comunidade Vila do Jacaré  foram presos presos temporariamente na tarde de ontem(30.11).

O mandato de prisão foi expedido pela Juíza Scarlet Braga é dado cumprimento pela Polícia Civil de Manacapuru.A prisão do casal ocorreu  após 11 dias de buscas na região de mata, onde supostamente o menino teria desaparecido.

A delegada Roberta Merly, que está presidindo o caso, por medida cautelar pediu a prisão temporária do casal que vai  ficar preso na delegacia de Manacapuru a disposição da justiça. 

As buscas pelo menino Gabriel estavam esendo feitas pelo corpo de bombeiros, policiais do Comando de Operação Especiais (COE) homens da Política Militar, além de voluntários da comunidade. 

Durante os 12 dias de buscas já foram usados vários recursos  como drones, helicóptero e cães farejadores, um que fareja vivos e outro que fareja cadáver para tentar localizar o pequeno Gabriel, porém foram encontradas pistas do menino e ele não.

De acordo com a conselheira tutelar de Manacapuru Milca Ruiz, um irmão do menino contou que na sexta-feira por volta das 8h estavam em casa assistindo televisão, quando o padrasto chegou, e desligou o aparelho dizendo que as crianças já tinham assistido muito desenho e que agora era a vez dele assistir os seus programas preferidos.

Gabriela ficou contrariada com a atitude do padrasto e saiu levando um terçado e foi acompanhado pelos cachorros da casa. O menino entrou na mata e não retornou mais, apenas os cachorros voltaram. A família passou a fazer buscas pelo menino, porém não o encontraram.



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.