Publicidade
Manaus Hoje
FEMINICÍDIO

Borracheiro é preso e confessa com frieza ter matado ex-companheira em Manaus

Não é a primeira vez que Mark Amorim Simões, o "Quito", 35, mata uma ex-companheira. Em 2001, ele já havia assassinado a primeira namorada, de 17 anos 04/09/2018 às 16:28
Show mark 04e20016 96b0 49d6 ace5 0a4489cf52bd
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Procurado pelo homicídio da ex-companheira, o borracheiro Mark Amorim Simões, o "Quito", 35, foi preso pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros e em depoimento confessou o crime sem arrependimentos. O homem desferiu duas facadas na ex Marli Correia da Silva, 36, no dia 11 de Julho, no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte.

De acordo com o delegado titular, Jeff Mac Donald, o homem não aceitava o fim do relacionamento e no dia do crime discutiu com a ex-mulher e a matou. O borracheiro também já havia assassinado a primeira namorada, de 17 anos, em 2001. Em depoimento, ele confessa com frieza crimes e não demonstra remorso.

Segundo o delegado, a vítima ainda chegou a se fingir de morta e pedir ajuda na casa de uma vizinha, mas ao dar entrada em uma umidade de saúde não resistiu aos ferimentos. O criminoso fugiu em seguida e, após o crime, passou a ser morador de rua, vindo a ser capturado próximo da DEHS após denúncia anônima. Ele irá responder por feminicídio.

Publicidade
Publicidade