Publicidade
Manaus Hoje
Lírio do Vale

Cabo do Exército e comparsa são presos por estupro e sequestro de menina de 12 anos

Segundo a polícia, a menina saiu de casa para ir à escola e não retornou. Ela foi encontrada na casa de um deles apenas de blusa e roupas íntimas 21/10/2016 às 13:26 - Atualizado em 21/10/2016 às 14:12
Show image
Os suspeitos também tentaram extorquir a mãe da vítima pedindo R$ 5 mil para liberar a garota (Foto: EBC)
acritica.com

Dois homens, sendo um cabo do Exército de 24 anos e outro de 32 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Militar em Manaus após estuprarem e extorquirem uma adolescente de 12 anos. O caso ocorreu na tarde de ontem, quarta-feira (20), na rua Vitória da Conquista, bairro Lírio do Vale, na Zona Oeste da capital. As informações foram confirmadas pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Na ocasião, segundo a polícia, a menina saiu de casa para ir à escola à tarde, por volta de 12h40, mas não retornou. A mãe da vítima, uma mulher de 35 anos, compareceu à delegacia às 20h para formalizar o Boletim de Ocorrência e também entrou em contato com a filha por meio de uma rede social. Minutos depois, um dos suspeitos respondeu a mensagem da mãe se identificando como ex-companheiro da menina e solicitando R$ 5 mil para devolver a garota.

Em seguida, policiais militares da 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e se deslocaram para a casa do indivíduo, que informou que não estava com a menina, mas que poderia informar o lugar onde ela poderia ser encontrada. Ao se deslocarem para o local apontado por um dos autores, a polícia encontrou a vítima usando apenas uma blusa e roupas intimas.

Em depoimento, o cabo do Exército, que se dizia ex-companheiro da menina, afirmou ter mantido relação sexual com ela, e que estava se relacionando com ela há aproximadamente dois meses. Ele informou, ainda, que a vítima disse para ele que tinha 14 anos. Durante depoimento, a vítima relatou que mantinha relações com o cabo há três dias.

Ao ser levado para a sede da Depca, os dois infratores foram autuados em flagrante por estupro de vulnerável e extorsão mediante sequestro. Após os procedimentos cabíveis, eles serão recolhidos ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade