ESTELIONATO

Camelô é preso suspeito de se passar por policial e oferecer falsas vagas de emprego

Segundo a polícia, ele cobrava R$ 430 das vítimas alegando que agilizaria procedimentos médicos necessários para conseguir a vaga

Larissa Golvin
12/06/2018 às 18:03.
Atualizado em 13/03/2022 às 04:02

(Foto: Arquivo A Crítica)

O camelô Paulo Roberto Santiago Lucas, de 56 anos, foi preso em flagrante em Manaus suspeito de se passar por policial civil e oferecer falsas vagas de emprego de auxiliar administrativo na Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas. Segundo as investigações, ele ainda cobrava R$ 430 das vítimas alegando que agilizaria procedimentos médicos necessários para conseguir a vaga. Cinco pessoas foram vítimas do golpe.

Paulo Roberto foi preso na tarde de ontem, segunda-feira (11), na avenida Eduardo Ribeiro, bairro Centro, Zona Sul de Manaus. De acordo com o delegado Adriano Félix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Paulo Roberto abordava as vítimas em via pública, oferecia as falsas vagas de emprego e dizia que o salário era de R$ 3,5 mil e mais ticket alimentação de R$ 300.

Segundo Félix, após receber as quantias em dinheiro das vítimas, o suspeito não mantinha mais contato. O homem, inclusive, confessou o crime, dizendo que cometia os golpes porque tinha o sonho de ser policial civil. Paulo foi autuado em flagrante por estelionato e passará por Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por