Publicidade
Manaus Hoje
ZONA LESTE

Casal de namorados é morto a tiros em rua do bairro Zumbi dos Palmares

Lourran Gama Assunção, 18, foi atingido por seis disparos, que o acertaram na cabeça, tórax e pernas; e Dhayane de Souza Feitoza, 17, baleada com três tiros, sendo a maioria no abdômen 20/05/2018 às 13:24
Show casal
Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O casal de namorados Lourran Gama Assunção, 18, e Dhayane de Souza Feitoza, 17, foi assassinado no início da noite de sábado (19), no bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus. O crime aconteceu em frente à casa da jovem, na rua Marcelo Santos, por volta das 18h30. Na ocasião, um homem identificado como Anderson Barbosa Botelho, 22, e um jovem de 16 anos também foram baleados, mas sobreviveram ao atentado.

De acordo com uma amiga de Dhayane, a moça estava sentada no colo de Lourran, bem em frente à casa onde mora com familiares, quando homens armados chegaram em um carro não identificado. Segundo a amiga, um dos criminosos soltou um rojão de fogos de artifício para dispersar pessoas que passavam pelo local e em seguida outro criminoso efetuou os disparos de dentro do veículo.

Segundo ela, foram aproximadamente 15 disparos. Lourran foi atingido por seis disparos, que o acertaram na cabeça, tórax e pernas. Dhayane foi baleada com três tiros – maioria no abdômen. Conforme a Polícia Militar, os dois foram socorridos e encaminhados para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, no São José, mas não resistiram aos ferimentos. Lourran morreu 15 minutos após de dar entrada na unidade hospitalar e Dhayana seis horas depois.

A reportagem foi à residência dela, mas familiares que estavam no local não souberam dar muitas informações. Eles contaram que apenas não sabem o motivo do crime. A amiga dela, que teve o nome preservado por ser menor de idade, revelou que Lourran era envolvido com o tráfico de drogas na região. “Ele eu sei que era envolvido, agora ela não sei”, disse a jovem.

A reportagem não localizou a família de Dhayana para tratar do assunto. Segundo a Polícia Civil, o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e o possível envolvimento de Lourran com o tráfico de drogas será apurado pela equipe policial, assim como também a autoria do crime.

Publicidade
Publicidade