Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Casal é preso suspeito de dopar homem e mantê-lo em cárcere privado em Manaus

Segundo a vítima, um homem de 33 anos, casal ofereceu estadia para que ele realizasse tratamento, mas passou a cobrar após descobrir que ele receberia benefício do INSS. Casal nega os crimes 10/03/2019 às 12:11 - Atualizado em 10/03/2019 às 12:28
Show casal 7d2fe5fe 6680 4b55 a4c2 5e6e229e1712
Foto: Jair Araújo
Márcia Monteiro Manaus (AM)

Um casal foi preso na manhã deste domingo (10) suspeito de manter em cárcere privado um homem que teria saído do município de Japurá, no Amazonas, para fazer tratamento de saúde em Manaus.

Policiais da 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) informaram que na manhã de hoje, Edson dos Santos, de 33 anos, procurou a polícia afirmando que estava sendo prisioneiro de um casal há cerca de dois meses.

Segundo a vítima, os comerciantes Maria Odete Ribeiro Printes, 47, e José Nilton Matos Siqueira, 46, lhe oferereçam estadia para que continuasse o tratamento, mas após alguns dias, ao saberem que ele receberia um benefício do INSS, passaram cobrar as refeições e os dias em que ele passaria na casa.

Vítima conta que era mantido em cárcere privado pelo casal (Foto: Jair Araújo)

Ainda segundo Edson, o casal o dopava com remédios tranquilizantes todas as vezes em que ele dizia que iria embora. Um filho da vítima, que também sofria maus tratos e teria ido embora da residência, o ajudou a fugir da casa.

O casal alegou que apenas ajudava Edson, e que ele seria usuário de drogas. Os suspeitos negaram que extorquiam o homem. José Siqueira, inclusive, responde na Justiça por um homicídio. 

Na delegacia, Edson mostrou um ferimento no olho, que segundo ele, foi ocasionado por um soco desferido por Maria Odete. José e Maria foram presos em flagrante e passarão por Audiência de Custódia.

Publicidade
Publicidade