Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
vingança

'Cheira' é preso por participar de morte de desafeto no bairro São José

Delegado informou que Marcelo da Silva Dias confessou o crime. Ele foi preso ao tentar fugir de barreira da Polícia Rodoviária Federal



paulo_B78096D7-B5F9-4C91-9480-76B2FE755DA5.jpg Responsável pela investigação do caso, delegado Paulo Martins (à esquerda) durante coletiva de imprensa. Foto: Jair Araújo
07/02/2020 às 10:46

Marcelo da Silva Dias, 33, conhecido como “Cheira”, foi preso por participação no assassinato de um jovem identificado como Geovanni Pereira de Jesus, de 21 anos. O homicídio foi um ato de vingança de Marcelo, que foi vítima de uma tentativa de assassinato praticada por Geovanni depois de uma briga entre ambos ocorrida no bairro São José, Zona Leste de Manaus.

A dupla tinha envolvimento com o tráfico de drogas, segundo o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O delegado adjunto da DEHS, Charles Araújo, complementou destacando que Marcelo é um criminoso muito frio.



O suspeito foi preso ao tentar fugir da polícia, em uma barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF), situada na rodovia federal BR 174, no município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros em linha reta da capital). Conforme Martins, o homem estava em uma motocicleta conduzida por um comparsa identificado como Diego Pimentel Leal. Diego é apontado como o autor dos disparos de arma de fogo que tiraram a vida de Geovanni.

Assassinato motivado por vingança

De acordo com o delegado, Marcelo e Geovanni se conheciam e havia uma rixa entre os dois. Em depoimento feito à polícia, Marcelo confessou participação no assassinato do rival.

O desentendimento entre os dois aconteceu após uma briga ocorrida em uma casa de festas situada no bairro São José, onde Geovanni jurou “Cheira” de morte.

Após o juramento de morte, Geovanni tentou matar Marcelo a tiros, na mesma casa de festas que os dois frequentavam. Porém, Marcelo foi socorrido por frequentadores do local e levado a um hospital de Manaus, onde foi socorrido. A partir do ocorrido, Marcelo começou a procurar Geovanni para se vingar.

Marcelo e Diego uniram forças e assassinaram Geovanni no dia 31 de março de 2019, na rua Terra Preta, bairro São José, na Zona Leste de capital. Marcelo foi preso na DEHS e responderá por homicídio, sendo levado à audiência de custódia no Fórum Henoch Reis, na Zona Centro-Sul de Manaus.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.