Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Em menos de 10 horas

Cinco pessoas são assassinadas em menos de 10 horas, desde a noite de ontem, em Manaus

Entre os crimes há uma execução no Amazonino Mendes, dois homicídios no Adrianópolis, um na Compensa e outro dentro do parque de diversões Nenê Park, na av. Grande Circular



violencia_sp.jpg Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
06/08/2016 às 13:08

Cinco homicídios foram registrados em menos de 10 horas, desde o início da noite de sexta-feira (5) até a madrugada de sábado (6), em Manaus. O último ocorreu por volta das 2h e vitimou o industriário Daniel de Souza Cabral, 24, que foi atingido com dois tiros em frente à casa dele, na rua Circular 2, bairro Amazonino Mendes, Zona Leste. Nenhum suspeito foi preso.

O crime teve característica de execução, uma vez que pelo menos seis tiros foram disparados contra Daniel, porém, somente dois o atingiram, sendo um nas costas e outro no braço. De acordo com a tia de Daniel, Gleice Souza, os familiares não têm nenhuma suspeita. “Ele era um homem de bem, todos gostavam dele na redondeza. Não sabemos quem fez isso pois quando saímos de casa ele já estava morto”.

Os vizinhos informaram que antes do crime, a vítima estava bebendo com alguns amigos em um bar próximo da casa dele. De acordo com as informações deles, o homem não tinha envolvimento com tráfico de drogas. “Ele era um homem que não tinha inimigos, a gente realmente não desconfia do que pode ter acontecido, mas é certo que foi acerto de contas porque vieram pra matar”, disse um vizinho que preferiu não ter o nome divulgado.

Na parede da casa de Daniel há várias marcas de bala. Depois de ter levado os tiros, não deu tempo de ser socorrido e a vítima veio a óbito no local.

Indo para arraial

No início da noite de sexta, o segurança Marcos Sabino de Souza Filho, 32, foi morto por arma de fogo na av. Mário Ipiranga, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul. Mais tarde, às 21h, a dona de casa Miriane Souza Araújo, 22, foi assassinada com quatro tiros no beco Paisandu, também no bairro Adrianópolis

Conforme informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a mulher estava saindo de casa para levar o sobrinho em um arraial quando foi executada. Ela era tia de Anny Bianca, 6, uma criança que foi assassinada também no beco Paysandu em 2013, quando um homem invadiu a residência da família e atirou contra a criança enquanto dormia. Na época, a polícia apontou que o crime se tratava de acerto de contas por conta de tráfico de drogas.

No mesmo horário, entre 21h e 22h, outra mulher foi assassinada, porém, na Zona Oeste. Simone Barreto da Costa, 36, foi atingida com tiros na rua Amorim Neves, bairro Compensa. Nenhum suspeito foi preso.

Parque de diversão

O quinto homicídio aconteceu no parque de diversões Nenê Park, localizado na avenida Grande Circular, Zona Leste. O motorista Elimar Cavalcante Cândido, 28, foi morto enquanto brincava com a família em um dos brinquedos do parque. Segundo a polícia, o homem respondia em liberdade por um processo por homicídio simples ocorrido em 2013. Ele levou um tiro na nuca e nenhum suspeito foi preso até o fechamento desta edição.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.