Publicidade
Manaus Hoje
CONHECIDO COMO 'BANANA'

Comerciante morre após ser atingido por quatro tiros, na Zona Sul de Manaus

Cleovan Rodrigues de Souza Alves foi morto em frente a casa dele, no bairro São Francisco, na madrugada desta quinta-feira (1º) 02/06/2017 às 17:34 - Atualizado em 02/06/2017 às 17:39
Show morte zona sul0222
Foto: Gilson Melo
Fábio Oliveira Manaus

O comerciante Cleovan Rodrigues de Souza Alves, conhecido como ‘Banana’, 40, foi assassinado com quatro tiros na madrugada de quinta-feira (1º) em frente a residência dele, na rua Clarindo de Queiroz, bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus. Dois amigos dele, identificados como Emerson Rocha da Silva, 37, e Rangel Azevedo Pereira, 38, também foram baleados, mas sobreviveram.

De acordo com a mãe da vítima, a idosa Cleonice Alves, 70, o filho e os amigos estavam na frente de sua casa conversando, quando um veículo, modelo não identificado, de cor prata, se aproximou do trio e um suspeito efetuou vários disparos de dentro do carro. Cleovan foi atingido no abdômen, braço, ombro e mão. Ele ainda correu, entrou na casa de uma vizinha, mas não resistiu aos ferimentos.

“Ele ainda correu e bateu em várias portas de vizinhos aqui na rua até que conseguiu entrar em uma casa. Fui até ele depois porque eu estava aqui na porta de casa também e não sei como não fui atingida, mas quando cheguei, ele já estava morto. Ainda falei pra ele levantar, mas já estava morto”, relembrou a idosa. Segundo ela, a motivação é desconhecida para a família.

“Acerto de contas não é. Meu filho não tinha problemas aqui no bairro. Ele tinha o comércio dele, não saía de casa. Ficava sempre com os amigos dele aqui na frente de casa até tarde. Realmente eu não sei o que pode ter sido isso. Ele jamais contou se estava sofrendo ameaças, mas acerto de contas não foi”, explicou. A Polícia Civil investiga a motivação do homicídio.

Os amigos Rangel e Emerson foram socorridos e encaminhados para o hospital e pronto-socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul, e não correm risco de morte. Range foi atingido no braço e Emerson na costela. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade