Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Coari

Contramestre e manicure são presos por explorar sexualmente duas adolescentes

Maurício Pereira da Silva, 30, era o comandante da embarcação onde o programa das meninas, de 14 e 16 anos, era realizado. O programa também era pago por trabalhadores terceirizados que prestam serviços para a Petrobras



coari_23.JPG As meninas eram exploradas sexualmente em uma embarcação no município de Coari / Foto: Reprodução/Internet
09/06/2016 às 19:08

O contramestre Maurício Pereira da Silva, 30, foi preso na noite da última quarta-feira (8), por envolvimento na exploração sexual de duas adolescentes, sendo uma de 14 e outra de 16 anos de idade, no município de Coari (distante a 362 quilômetros em linha reta de Manaus). Uma manicure que agenciava as meninas foi presa na terça-feira (6).

De acordo com o delegado Mauro Duarte, da Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o homem era o comandante da embarcação onde o programa das meninas era realizado. O programa também era pago por trabalhadores terceirizados que prestam serviços para a Petrobras.



Segundo o delegado, no mesmo dia em que a manicure foi presa, uma das adolescentes que prestaram depoimentos, foi ameaçada por Maurício no momento em que havia saído da delegacia. Ele disse para ela que se revelasse algo, iria “se ver” com ele.

Ele foi preso no dia seguinte, após a jovem contar o fato. O delegado ressaltou que as investigações continuarão.  


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.