Publicidade
Manaus Hoje
TESTEMUNHA

Corpo encontrado na av. das Flores é de testemunha da chacina de 2015, diz família

Edvania, 19, estava desaparecida desde sábado (24). Familiares reclamam que ela não recebia proteção para ir às audiências do caso e que escapou da morte porque se escondeu dos criminosos 28/02/2018 às 14:39 - Atualizado em 28/02/2018 às 15:24
Show edvania
Foto: Divulgação/Polícia Civil
acritica.com Manaus (AM)

O corpo de uma mulher encontrado na manhã desta quarta-feira (28), em Manaus, em avançado estado de decomposição, num terreno no acostamento da avenida das Flores, Zona Norte, é da jovem Edvania Souza dos Santos, de 19 anos, testemunha da chacina ocorrida em Manaus em fevereiro de 2015, no bairro Santa Etelvina. Familiares dela reconheceram o corpo da vítima.

Edvania estava desaparecida desde sábado (24) após ter saído de casa por volta de meia-noite. Segundo a mãe da jovem, Maria Raimunda de Souza Amorim, a filha estava sendo ameaçada de morte por ser testemunha da série de assassinatos.

Em entrevista à reportagem, o pai de Edvania, Edgar Souza, disse que o corpo da filha foi identificado pelo irmão dela. “Eu não consegui ver, porque os homens (Corpo de Bombeiros) não deixaram. Mas meu filho viu e confirmou que se tratava da minha filha. A Edvania de fato era a única testemunha da chacina. Ela viu como tudo aconteceu, só não morreu porque se escondeu”, disse.

O pai da jovem ainda reclamou que a filha não recebia proteção da polícia para ir às audiências do caso na Justiça. “Ela ia e voltava sozinha das audiências. A polícia nunca veio aqui e ofereceu proteção para a minha filha. As autoridades só querem saber da desgraça dos outros. Eles não trazem nenhum benefício”, destacou.

Publicidade
Publicidade