Terça-feira, 03 de Agosto de 2021
Investigação

Polícia suspeita que corpos encontrados em São Paulo sejam de jovens amazonenses

Júlia Renata e Claudia Cristina moram em São Paulo e estão desaparecidas desde o dia 3 de junho. Familiares das jovens estão a caminho para fazer o reconhecimento das vítimas



jovens_desaparecidas_em_sp_6A44C890-D3BA-4671-80D5-4A7D3F5BB044.jpg Foto: Reprodução/Internet
15/06/2021 às 12:48

O caso das jovens amazonenses Júlia Renata Garcia Rafael, de 25 anos, e Claudia Cristina Pinto Pereira, de 35, que desapareceram no dia 3 de junho pode está perto de ser solucionado. Segundo informações apuradas, dois corpos de duas mulheres foram encontrados na manhã desta terça-feira (15) em uma rodovia na zona sul de São Paulo. Os familiares estão a caminho para reconhecer as vítimas.

As vítimas vestiam calça jeans, blusa cropped e estavam sujas de barro. Um dos corpos possui tatuagens no braço. De acordo com informações preliminares da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os corpos estavam sujos de terra, o que indica que já foram enterrados e desenterrados. As vítimas aparentam ter entre 25 e 30 anos. Segundo a irmã de uma das desaparecidas, ainda não há certeza se realmente são as jovens. Porém as características repassadas pelos policiais indicam que os corpos realmente são de Júlia e Claudia.



Relembre o caso

As duas estão desaparecidas desde a madrugada de 3 de junho, quando foram a uma festa baile funk, na comunidade Paraisópolis, localizada na zona sul de São Paulo. Júlia e Claudia estariam morando em Guarulhos (SP) há pelo menos dois meses. As jovens foram vistas pela última vez em uma festa conhecida como "Paraíso na Laje", localizada na rua Silveira Sampaio, no bairro do Morumbi, próximo à comunidade.

A mãe de Júlia Renata já está em São Paulo desde a semana passada, para acompanhar as investigações a respeito do caso. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou que o caso foi registrado pelo 50º Distrito de Polícia (DP) - Itaim Paulista e encaminhado para a Delegacia de Investigações sobre Pessoas Desaparecidas, do DHPP. A unidade está realizando buscas por elementos que auxiliem na localização das vítimas e esclarecimento dos fatos. O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Guarulhos, município onde as mulheres residem, também está apoiando diligências.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.