Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Crueldade

Criança de 9 anos era torturada pelo próprio pai e pela madrasta, que o acorrentavam durante a noite

Polícia Civil fez o resgate da vítima que era acorrentada durante a noite para não urinar na cama e nem tomar o iogurte da irmã



976e753c-acbc-41b9-9116-4e6d96654bfa_3FC35D2D-8E38-4A98-B82D-77423278DCD3.jpg Fotos: Divulgação e Arlesson Sicsú
07/12/2021 às 10:00

Um homem de 32 anos e uma mulher de 23 foram presos em flagrante, na manhã da última segunda-feira (6), pelo crime de tortura de uma crianças de apenas 9 anos, no bairro Gilberto Mestrinho,  zona leste de Manaus. O homem e a mulher eram o pai e madrasta da criança.

Em coletiva de imprensa a delegada Joyce Coelho, titular da Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA), disse que as investigações começaram após uma pessoa perceber o estado de desnutrição da criança.

"Ela era acorrentada toda noite ou pelo pai ou pela madrasta. A criança em oitiva disse que não contou para ninguém, pois tinha medo de apanhar, já que tudo o que fizesse, o seu pai e a madrasta o agrediram. A criança possui várias marcas pelo corpo e pela cabeça, devido às horas acorrentado e pelas agressões" falou.

Em depoimento, tanto o homem de 32 anos e a mulher de 23 anos, confessaram o crime, que ocorre ha alguns meses. "O pai disse que acorrentava o filho, pelo fato da criança urinar na cama da irmã de 2 anos, que é filha do casal e também por tomar o seu iogurte", disse a delegada.

"A madrasta já confessou que não gostava da criança e que queria que a família do marido, gostasse de suas filhas", completou Coelho. Além da filha de dois anos, a mulher de 23 anos também tem uma filha de 8 anos. Todos moravam na mesma casa, mas somente o menino era torturado.

Ainda segundo a delegada Joyce Coelho, o pai da criança disse que a mesma foi abandonada pela mãe há quatro anos, quando os dois se separaram. Por isso, ficou com o menino e não sabe o paradeiro dela desde então.

A vítima foi encaminhada para um abrigo institucional, já as outras duas crianças estão sob a tutela da avó materna. O casal responderá pelo crime de tortura e foram encaminhados à audiência de custódia na Central de Recebimento e Triagem, onde ficarão a disposição da Justiça. 



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.