Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
ZONA NORTE

Criança e mulher são atingidas com disparo de arma caseira em assalto na linha 560

“Tinha um comigo que me rendeu, um ‘loirinho’ que foi o mais violento e me deu uma coronhada na cabeça", relatou o motorista do ônibus



tiro_08DE0650-870C-4E22-ACEC-D543A7879644.JPG Foto: Jair Araújo
31/10/2019 às 13:33

Quatro homens, ainda não identificados, realizaram um arrastão em um ônibus da linha 560, da empresa Integração Transportes Ltda, e um deles chegou a atirar com uma arma caseira, acertando uma criança e uma mulher. O caso ocorreu por volta das 9h desta quinta-feira (31), nas proximidades da Avenida Torquato Tapajós, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus.

Segundo testemunhas, o grupo portava duas armas caseiras e logo após anunciar o assalto, dispararam duas vezes contra os passageiros, na qual um chumbo acertou de raspão a cabeça de uma criança de sete anos e a mãe dele, uma jovem de 37 anos.  As duas vítimas foram encaminhadas ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Rinaldi Abdel Aziz, localizado na mesma avenida.



“O Gigante [nome não divulgado] passou via rádio que havia ocorrido um assalto no 560 e duas pessoas tinham sido alvejadas, inclusive uma criança. Mas quando chegamos lá, era apenas um balote de chumbinho que pegou no ombro direito de uma senhora e um pedaço de chumbo pequeno acertou a cabeça da criança. Nós levamos eles para  o Delphina e já está tudo bem com eles”, afirmou o sargento Francisco Júnior, da 26º Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Nenhum dos suspeitos foi identificado pelos policiais militares que afirmaram ter feito incursão pela área de mata localizada na Avenida Torquato Tapajós. “Foi feita incursão dentro da mata, todo mundo se empenhou, mas não tivemos êxito por ser uma área muito vasta”, acrescentou ainda.

O início

No 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), passageiros, motorista e cobradora realizavam o Boletim de Ocorrência e detalharam à reportagem como tudo aconteceu. “A ação deles foi rápida, era na proximidade da Torquato quando eles anunciaram o assalto e fizeram o arrastão, levando aparelhos celulares, inclusive o meu. O camarada estava com uma arma caseira, depois que o motorista parou, eles desceram na mata”, contou uma testemunha que preferiu não se identificar.

Vítima de pelo menos 24 assaltos a ônibus, o motorista que atua há seis anos em uma empresa de transporte coletivo afirmou que não aguenta mais ter que passar pela situação. “Tinha um comigo que me rendeu, um ‘loirinho’ que foi o mais violento e me deu uma coronhada na cabeça”, contou Anderson Castro, de 30 anos. “Assim que eles saíram próximo da Empresa Dafra, um deles disparou para dentro do ônibus. Estou até nervoso ainda, quando ouvi a criança chorando, lembrei logo da minha filha e também entrei em desespero”, destacou.

De acordo com ele, o ônibus foi levado para a garagem no qual passará por perícia já que os tiros de arma caseira acertaram o veículo. “Agora, vamos voltar para a garagem onde vai ser feita a perícia, e de lá irão nos encaminhar para o psicólogo. Esse é o 24º assalto e já estou esgotado disso”, finalizou o motorista.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.