Publicidade
Manaus Hoje
socialite monitorada

Marcelaine vai poder cumprir pena em casa, mas monitorada por tornozeleira eletrônica

A socialite foi condenada no início de junho por ter mandado assassinar a advogada Denise Almeida no estacionamento de uma academia no Centro de Manaus 21/06/2016 às 20:34 - Atualizado em 21/06/2016 às 20:58
Show antonio lima
Monitoramento eletrônico foi concedido nesta segunda-feira, pela Vara de Execuções Penais (VEP)
Kelly Melo Manaus (AM)

Vinte dias após ter sido condenada por ter tentado matar a advogada Denise Almeida da Silva, a socialite Marcelaine Santos Schumann vai poder cumprir a sua pena em casa, mas monitorada eletronicamente por tornozeleira eletrônica. 

O pedido foi formulado à Vara de Execuções Penais (VEP) pelo advogado de Marcelaine, Eguinaldo Moura, poucos dias após o julgamento, realizado no início desse mês. Nesta segunda-feira (20), o juiz Luís Carlos Valois concedeu o benefício à detenta que cumpri pena no regime semi-berto. Embora possa voltar para casa, a socialite terá seus passos monitorados durante 24 horas por uma tornozeleira eletrônica. 

De acordo com Moura, o pedido foi feito para que a socialite pudesse sair para trabalhar. “É um direito constitucional dela e ela tinha a opção de sair do presídio para trabalhar e voltar para dormir ou voltar para casa e ser monitorada eletronicamente 24 horas. Ela preferiu ser monitorada”, explicou o advogado, que optou por não entrar em muitos detalhes sobre o benefício. 

Ainda segundo o advogado, Schumann vai trabalhar com vendas. Ela poderá andar por toda a cidade, devendo se recolher em casa a partir das 18h de sábado às 7h de domingo. 

Marcelaine Schumann foi condenada a 8 anos e 8 meses de prisão em regime semi-aberto por ter mandado assassinar Denise Almeida, uma vez que as duas eram rivais e amantes de um mesmo homem, o empresário Marcos Souto.

Publicidade
Publicidade