Publicidade
Manaus Hoje
FICOU TRISTE

Delegado se comove com grávida presa em flagrante após roubar dois vestidos

Viciada em Oxi e maconha , Nívea Rocha Farias disse que venderia as roupas para comprar o enxoval do bebê. O delegado João Victor, plantonista do 9º DIP, ficou comovido com a história 09/02/2017 às 05:00
Show delegado0555
O delegado João Victor, plantonista do 9º DIP, ficou comovido com a história da viciada e agora tenta ajudar a mulher. Foto: Reprodução/ Facebook
Fábio Oliveira Manaus

Se em Novo Aripuanã populares queriam matar Luzinete da Costa, o povo em Manaus se mobilizou para soltar a grávida Nívea Rocha Farias, de 33 anos. Ela foi presa, segunda-feira, em flagrante, após roubar dois vestidos de uma loja de roupas avaliados em R$ 300. Viciada em Oxi e maconha, Nívea alegou que venderia os vestidos para comprar o enxoval do bebê. O delegado João Victor, plantonista do 9º DIP, admitiu que ficou triste em fazer o flagrante de Nívea e, comovido, postou até sua rede social sobre o fato. Ele revelou que verificou todos os aspectos jurídicos para livrá-la do flagrante, mas que, se o fizesse, poderia ser punido.

“Eu cheguei a verificar os aspectos jurídicos possíveis para realizar uma liberação em princípio da insignificância, tendo em vista que eu poderia tentar basear nesse princípio e livrá-la, lavrando somente o inquérito, mas é um entendimento controverso. Uns dizem que eu posso e outros dizem que não”, explicou.

“Eu preferi deixar nas mãos da audiência de custódia, na visão do juiz e promotor, essa decisão poderia ser tomada tranquilamente. Na audiência, o juiz ou promotor podem entender que eu não posso fazer, e eles poderiam tentar me responsabilizar. Eu poderia ser punido”, disse.

Após postar no Facebook, um amigo do delegado resolveu ajudar Nívea com a internação e recuperação dela  no combate ao vício das drogas, que será feito.

R$ 350 -  foi o valor da fiança de Nívea, mas a mesma não conseguiu pagar. No Facebook, algumas pessoas tentaram arrecadar o dinheiro, mas não houve sucesso e a grávida dormiu na cela.

Fruto da sociedade
Nesta quarta-feira (8), Nívea foi solta após a audiência de custódia. “A gente se sente decepcionado, frustrado porque sabe que dezenas de políticos desviam milhões da saúde e educação. A Nívea é fruto da sociedade desigual que impõe severas penas aos pobres”, desabafou.

Publicidade
Publicidade