Publicidade
Manaus Hoje
TRÁFICO

Detento do semiaberto preso por tráfico havia violado tornozeleira eletrônica

Colocado para cumprir pena fora da cadeia, Ismale retirou o aparelho de monitoramento e voltou a vender drogas. Ele foi pego com outros dois comparsas 22/02/2018 às 15:29 - Atualizado em 22/02/2018 às 15:30
Show 88888
Da esquerda para direita: Ismale, Bruno e Junielson (Foto: Gilson Mello)
Conceição Melquiades Manaus (AM)

Ismale Reis de Sena, de 29 anos, Bruno Estácio da Silva, de 25 anos, e Junielson Sales dos Reis, de 29 anos, o “Juninho Paraense”, foram presos na manhã desta quinta-feira (22), pela Polícia Civil, em Manaus, com 156 quites de pasta base de cocaína e pedras de oxi.

De acordo com a delegada Marna de Miranda, titular do 27º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que comandou a prisão do trio, um deles, Ismale, cumpria pena por tráfico de drogas no regime semiaberto no Complexo Penitenciário Anízio Jobim (Compaj), mas havia violado a tornozeleira eletrônica e voltado a vender entorpecentes.

O rapaz, preso por mandado de prisão, é membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), segundo informou a delegada. A tornozeleira eletrônica dele, violada, foi encontrada pela polícia dentro de uma mochila na casa da irmã dele.

“Juninho Paraense” e o Bruno foram presos em flagrante com as porções de droga. Os três presos foram indiciados por tráfico de drogas e, após os procedimentos na delegacia, foram encaminhados para ficar à disposição da Justiça do Amazonas.

Publicidade
Publicidade