Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
HOMICI.JPG
publicidade
publicidade

CRIMES

Domingo violento: Manaus tem seis homicídios no intervalo de cinco horas

De acordo com a Polícia Civil, a maioria dos homicídios é decorrente do tráfico; crimes ocorreram nas zonas Sul, Leste e Norte


03/06/2018 às 20:34

Seis pessoas foram assassinadas na tarde de domingo. As mortes aconteceram num período de menos de cinco horas. De acordo com a Polícia Civil a maioria das mortes tem ligação com o tráfico de droga. Os homicídios foram registrados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde também será instaurado inquérito policial para tentar identificar os autores dos crimes.

O primeiro assassinato aconteceu por volta das 15h30, em via pública no rip rap da rua Platão Araújo, bairro de Petrópolis, na Zona Sul. Conforme familiares da vítima, os criminosos são dois homens em motocicleta que passaram pela rua e fizeram os disparos contra André Santos Frazão, 21.
 
 Familiares informaram à polícia que André era usuário de droga, estava tentando se recuperar, mas tinha dívidas com traficantes. A suspeita é que a motivação do crime tenha sido acerto de contas. O homem foi atingido por cinco tiros, na costa, abdômen e boca. Os policiais não informaram o calibre da arma usada no crime.

Por volta das 17h Alexandre Santos, o “Pezão” foi assassinado a tiros. O crime aconteceu em via pública no final da Rua Cravinha, bairro João Paulo, Zona Leste.  De acordo com informações de policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O crime foi motivado por uma discussão entre a vítima e o criminoso.

De açodo com pessoas que conheciam Pezão, ele costumava as tarde, ir jogar dominó, com outros homens naquela área. Ontem ele estaria jogando quando se desentendeu com o outro homem. A vítima já estava voltando para casa quando foi surpreendidos pelo criminoso que o matou com três tidos, dois na cabeça e um na nuca.

publicidade

Leandro Braga da Silva, 21, foi morto com sete tiros, por volta das 17h.  O crime aconteceu na rua Francisco Galvão, bairro Mutirão. O pai do rapaz, que pediu para não ser identificado, disse que o filho estava com um amigo identificado como “Hudson”, sentado na calçada assistindo ao jogo pela televisão, quando um carro de cor preta com quatro pessoas dentro, entre eles uma mulher, atiraram contra ele.

Os colegas de Leandro ainda o socorreram e o levaram para o pronto socorro Platão Araújo, aonde ele já chegou morto. O pai dele informou a polícia que o filho não tinha nenhum envolvimento com o crime e que trabalhava como cobrador de um ônibus alternativo.

Familiares disseram que ele não vinha recebendo ameaças de morte e que eles não tem nenhum suspeito do crime de Leandro. Abalados, eles disseram que não conseguem reconhecer nenhum dos homens que estavam no carro de onde partiram os tiros.

Depois das 18h, uma pessoa foi assassinada a tiros no bairro Novo Aleixo, Zona Leste, na rua Acácias do Nilo. A vítima não foi identificada. Outra pessoa morreu no pronto socorro da Dr. João Lúcio na Zona Leste e outra no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Colônia Oliveira Machado na Zona Sul, ambas vítimas de homicídio. 
 

publicidade
publicidade
Redução de homicídios em agosto chega a 32% em Manaus, diz SSP-AM
'Júnior Peruano' e 'Sandrinho' são presos acusados de matar rival no Parque 10
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.