Publicidade
Manaus Hoje
TRÁFICO DE DROGAS

Mulheres são presas e adolescente de 17 anos apreendida por tráfico de drogas em Tefé

As investigações em torno do caso iniciaram após denúncias informando que mulheres comercializavam entorpecentes em uma residência 17/10/2017 às 14:15 - Atualizado em 17/10/2017 às 14:19
Show 01
Foto: Divulgação/Polícia Civil
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu, na noite do último sábado (14), duas mulheres suspeitas de tráfico de drogas no município de Tefé, a 523 quilômetros em linha reta da capital. São elas Marquisete de Oliveira Alves, 38, e Ana Caroline de Oliveira, 22. Uma adolescente de 17 anos também foi apreendida pelo crime.

As prisões foram efetuadas pela equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tefé, sob o comando do delegado Renato Simões e com apoio de servidores do Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Tefé.

De acordo com o delegado, as investigações em torno do caso foram iniciadas após o recebimento de denúncias informando que mulheres comercializavam entorpecentes em uma residência na rua Presidente Costa e Silva, bairro Monte Castelo, em Tefé. A equipe se deslocou ao endereço indicado e montou campana no lugar.

“Ficamos observando a movimentação suspeita e constatamos que o imóvel funcionava como local de consumo e venda de entorpecentes. Então resolvemos abordar as infratoras. Durante revista na casa apreendemos trouxinhas e pedras de pasta base de cocaína, totalizando, aproximadamente, meio quilo de substâncias entorpecentes. Também encontramos no lugar uma balança de precisão, R$ 261 em espécie e dois quilos de cimento”, explicou o delegado.

Ana Caroline e Marquisete foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. Em seguida elas foram encaminhadas à Unidade Prisional de Tefé, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

A adolescente foi entregue aos responsáveis legais. O delegado enfatizou que as investigações em torno do caso irão continuar, com o intuito de identificar outros possíveis infratores ligados à prática ilícita naquele município.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade