Publicidade
Manaus Hoje
Denarc e Rocam

Dupla é presa com 50 quilos de maconha tipo skunk avaliados em R$ 400 mil

A prisão foi feita pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) em conjunto com policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) 28/09/2016 às 15:52 - Atualizado em 28/09/2016 às 16:11
Show unnamed  3
A mercadoria ilícita está avaliada em R$ 400 mil (Erlon Rodrigues/Divulgação)
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu em flagrante na tarde de ontem, terça-feira (27), o colombiano José Eduardo Marquez Hoyos, 48, e o taxista Igleyson Marinho Vaz, 25, por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Com a dupla foram apreendidos cerca de 50 quilos de maconha do tipo skunk que seriam comercializados em Manaus. A prisão foi feita pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) em conjunto com policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam).

De acordo com o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, a mercadoria ilícita está avaliada em R$ 400 mil. A autoridade policial ressaltou que as prisões ocorreram por volta das 15h de ontem, na Avenida Sete de Setembro, nas proximidades da Praça Heliodoro Balbi, conhecida como “Praça da Polícia”, no Centro de Manaus. Os infratores foram apresentados na manhã desta quarta-feira, dia 28, durante coletiva de imprensa realizada às 10h30, no prédio da Delegacia Geral.

Mavignier informou que as investigações em torno deste caso iniciaram há cerca de um mês, após as equipes do Denarc receberam uma denúncia anônima informando que um colombiano, com as características de José Eduardo, hospedado em um hotel no Centro da cidade, estaria comercializando drogas na capital. As equipes montaram campana nas proximidades do local indicado e avistaram o momento em que o colombiano seguiu em direção à praça.

Os policiais abordaram o infrator e José Eduardo revelou que estaria esperando o taxista Igleyson para pegar com ele dois tabletes de drogas. Quando Igleyson chegou ao lugar combinado com o colombiano as equipes conseguiram intercepta-lo. No táxi, modelo Etios da montadora Toyota, de placas OAO – 6933, apreendido durante a ação, foram encontrados dois tabletes de drogas com aspecto de maconha do tipo skunk, que o taxista iria entregar ao comparsa.

Questionado sobre a procedência da droga, Igleyson confessou que iria entregar o material ilícito a José Eduardo e, ainda, revelou que na residência dele, situada na Rua Canário, bairro Petrópolis, zona Sul, ele tinha mais drogas que pertenciam ao colombiano. Em ação contínua, os policiais foram até o imóvel e encontraram, dentro de outro carro, modelo Honda Civic, de cor preta e placas JXT – 4929, que estava na garagem da casa, mais 39 tabletes da mesma substância ilícita.

Durante a ação, o colombiano informou às equipes que, no hotel onde estava hospedado, localizado na Avenida Joaquim Nabuco, Centro da capital, ele estava guardando R$ 24 mil em espécie, dinheiro oriundo da comercialização de drogas em Manaus. No local também foi encontrado um relógio de pulso, da marca Rolex, avaliado em aproximadamente R$ 40 mil.

No momento da coletiva de imprensa o diretor do Denarc informou detalhes do trabalho desempenhado pelas equipes que resultou na prisão do colombiano e do taxista. “Estávamos investigando José Eduardo há cerca de 30 dias. Ontem recebemos informações de que ele iria fazer uma entrega de drogas e montamos campana com o intuito de prendê-lo. Na ação conseguimos interceptá-lo, juntamente com Igleyson, que era a pessoa responsável pela parte logística do esquema criminoso. Apreendemos 41 tabletes de drogas, totalizando, aproximadamente, 50 quilos de maconha do tipo skunk. A mercadoria está avaliada em cerca de R$ 400 mil”, disse Mavignier.

O diretor do Denarc enfatizou que a unidade policial, em parceria com outros departamentos da instituição e apoio da Rocam, vem trabalhando diuturnamente com o intuito de combater o tráfico de drogas no Estado. O capitão Renan Carvalho, subcomandante de operações da Rocam, falou sobre a importância dos resultados obtidos durante as ações policiais deflagradas em conjunto com a Polícia Civil. “As equipes da Rocam vêm realizando ações em conjunto com o a Polícia Civil que resultam em importantes prisões e apreensões. Iremos continuar com essa parceria, que está dando muito certo, para continuarmos proporcionando tranquilidade à população amazonense”, concluiu Carvalho.

José Eduardo e Igleyson foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, crimes previstos nos Artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/06. Ao término dos procedimentos cabíveis realizados no Denarc, a dupla será encaminhada à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade