Publicidade
Manaus Hoje
Há três anos

Dupla é presa por estuprar jovem que saía de culto de Natal com o namorado, em 2013

Segundo a polícia, a vítima e o namorado deixavam um evento religioso no Natal de 2013 quando foram abordados. Um segurava o rapaz enquanto o outro estuprava a moça 25/07/2016 às 16:15 - Atualizado em 25/07/2016 às 16:18
Show 84a2932d cf5d 4bb1 947f 7c9dc4e2c608
Os dois foram presos hoje no porto do Careiro, durante uma operação policial (Divulgação)
acritica.com

Dois homens foram presos por estupro nesta segunda-feira (25) no município de Careiro da Várzea, a 25 quilômetros em linha reta de Manaus. José Maria Vieira dos Santos, 21, o “Gó”, e Alesandro Ribeiro da Silva, 24, foram capturados por estupro, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, no porto do Careiro.

Segundo o delegado David Jordão, titular da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), as prisões ocorreram durante uma operação para dar mais segurança de usuários do transporte fluvial entre Careiro da Várzea e Manaus, por conta da intensa movimentação de turistas.

“Durante a ação os dois infratores foram abordados e constatamos a existência de mandados de prisão em nome deles, em aberto, por estupro. Por conta disso eles receberam voz de prisão e, em seguida, foram conduzidos à delegacia para a realização dos procedimentos legais”, explicou David Jordão.

O delegado informou que o crime ocorreu na madrugada do dia 25 de dezembro de 2013, quando comunitários de Pacatuba, comunidade de Careiro da Várzea, estavam reunidos em um evento religioso. Na ocasião, a vítima, que na época tinha 17 anos, deixava o lugar na companhia do namorado. Segundo a polícia, o casal foi abordado pelos dois infratores e levado até um matagal, distante da comemoração.

“No local do crime, enquanto um segurava o namorado da vítima o outro estuprava a adolescente. Após consumarem o ato, eles fugiram do lugar. O namorado da adolescente conseguiu retornar à festa e acionou a polícia, que deu início às diligências”, esclareceu a autoridade policial.

José e Alesandro foram indiciados por estupro consumado. Após os procedimentos cabíveis, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade